Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

JARDIM PLANALTO

Jovem é sequestrado na Capital e bandidos exigem R$ 10 mil

Jovem é sequestrado na Capital e bandidos exigem R$ 10 mil
03/07/2012 07:30 - VÂNYA SANTOS


Um jovem de 22 anos foi vítima de sequestro relâmpago, que teve início por volta das 20h de ontem. O rapaz chegava na casa de sua namorada, que fica na Rua General Câmara, Vila Planalto, em Campo Grande, quando foi abordado.

O rapaz estacionou o carro, um Honda City, momento em que dois bandidos se aproximaram e anunciaram: “perdeu, perdeu”. A dupla entrou no veículo e passou a exigiu R$ 10 mil. Enquanto procuravam uma agência bancária para sacar dinheiro, os autores agrediam a vítima.

No cruzamento da Rua Rui Barbosa com a Avenida Afonso Pena, os criminosos obrigaram o jovem a marcar a senha do seu cartão num aparelho celular. Enquanto isso, o marginal que estava conduzindo o carro desligou o Honda City e o que estava no banco traseiro tirou a arma da cabeça da vítima, ocasião em que ela aproveitou o fato de as portas estarem destravadas e fugiu, gritando para chamar atenção.

O segurança de uma farmácia acionou a Polícia Militar e equipe do 1º Batalhão localizou os envolvidos no Jardim Aeroporto. Na ocasião, eles trocavam um dos pneus do carro. Três deles foram presos no local, enquanto o comparsa que estava com a arma de fogo foi preso pela Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe) quando chegava em sua casa, no Bairro Nova Lima, de mototáxi.

De acordo com a polícia, o assalto foi praticado por um jovem de 19 e um menor de 17 anos. Já os comparsas se encontraram com os assaltantes posteriormente. Todos os envolvidos são usuários de drogas. 

Felpuda


Certa pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande nasceu com grandes brechas que certamente serão usadas pelos adversários no período da campanha eleitoral, segundo voz corrente nos bastidores políticos. Uma delas: como o postulante vai dizer que fará boa administração se no período em que administrou conhecida instituição passou boa parte do tempo reclamando de crise financeira e ameaçando fechar as portas?