Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 13h34min

José Serra deixa de ser governador à meia-noite deste sábado

3 ABR 10 - 23h:50
São Paulo

José Serra deixa oficialmente de ser governador de São Paulo a partir da 0h de hoje e o vice Alberto Goldman assume o cargo interinamente. A posse de Goldman, no entanto, só acontecerá na próxima terça-feira, em cerimônia marcada para as 16h no Palácio dos Bandeirantes, após a diplomação na Assembleia Legislativa, prevista para as 15h.

Serra e Goldman são amigos há cerca de 30 anos e o novo titular do Palácio dos Bandeirantes governará sob a bandeira do continuísmo. Goldman finalizará as obras e projetos que serão destaques da campanha do governador ao Palácio do Planalto, como o Rodoanel e a expansão do metrô, e conduzirá o PSDB à sucessão em São Paulo. Essa segunda missão, na avaliação de correligionários do tucano, será a mais difícil para Goldman, que atuará em um cenário distante do que avaliava como ideal.

Entusiasta da candidatura ao governo paulista do ex-secretário da Casa Civil Aloysio Nunes Ferreira, Goldman terá a habilidade testada em uma campanha encabeçada pelo ex-governador e ex-secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, que deverá ser oficializado como o nome tucano para a sucessão no Palácio dos Bandeirantes.

Em 2008, Goldman apoiava Gilberto Kassab (DEM) e contava com a desistência de Alckmin em disputar a prefeitura. Uma liderança tucana explica as desavenças: “eles estavam em lados diferentes antes da campanha nacional de 2006, com a disputa entre Serra e Alckmin para ser o candidato a presidente, e também na eleição municipal de 2008, entre Alckmin e Kassab. Mas são naturais os desacordos”, disse.
O presidente estadual do PSDB, deputado Mendes Thame, trata a diferença como natural. “Pode ter havido diferença de opiniões, mas não houve diferença de princípios e isso pode ser superado”, defendeu.

Se mudanças no programa de governo não devem ser desencadeadas durante os nove meses da gestão Goldman, o mesmo não pode ser dito quanto ao “fuso horário” do Palácio dos Bandeirantes. Diferente de seu antecessor, que se autodenomina notívago, o vice-governador, aos 72 anos de idade, faz questão de dormir antes da meia-noite e acordar por volta das seis da manhã, hábito que deve antecipar as cerimônias e os compromissos de governo. O primeiro sinal nessa direção foi dado quinta-feira na inauguração do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas: o evento teve início às 6h40min.

Com Serra, as cerimônias da manhã costumavam ser marcadas a partir das 10 horas, acrescidos os habituais atrasos de até uma hora do governador. Goldman, por sua vez, procura cumprir os horários de forma espartana. O tucano tem horário para os treinos de basquete semanais, para as aulas de inglês e para o café da manhã com a mulher, Deuzeni Goldman, com quem é casado há 32 anos. Dedica espaço ainda na agenda para tocar piano e para frequentar as salas de cinema do Shopping Pátio Higienópolis. Cinéfilo, o vice-governador transferiu a paixão pela sétima arte para a filha Paula, que atua como cineasta em Londres.
Eleito mais duas vezes deputado federal pelo PSDB, em 1998 e 2002, Goldman foi indicado, em 2005, para o posto de líder da bancada tucana na Câmara.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

World Press Photo

Imagens indicadas a prêmio exploram acontecimentos mundiais de 2018

Vencedor será anunciado em 11 de abril, em Amsterdã
CONFLITO

Militares venezuelanos abrem fogo contra opositores perto da fronteira com o Brasil

O ditador Nicolás Maduro ordenou o bloqueio da fronteira entre os dois países
Khloé Kardashian se manifesta publicamente pela 1ª vez após traição
REDE SOCIAL

Khloé Kardashian se manifesta publicamente pela 1ª vez após traição

Fernanda Montenegro recebe alta em hospital no Rio
ATRIZ

Fernanda Montenegro recebe alta em hospital no Rio

Mais Lidas