Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Jornalista do Azerbaijão é expulso do país

8 FEV 2014Por folhapress16h:00

As autoridades turcas expulsaram ontem um jornalista do Azerbaijão que trabalhava no jornal "Zaman", próximo do movimento do pregador muçulmano Fehtullah Gullen, por criticar o governo no Twitter, informou o veículo.

Segundo o jornal, o jornalista Mahir Zeylanov formava parte de uma lista de cidadãos estrangeiros considerados indesejáveis pelas autoridades por "divulgar tuítes contra autoridades de alto escalão do Estado".

Ancara aplica, assim, uma lei que autoriza a expulsão daqueles "cuja permanência na Turquia prejudica a segurança pública e as exigências políticas e administrativas", acrescenta o jornal.

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, também denunciou o jornalista do Zaman, ao considerar que seus tuítes eram "insultos que incitavam o ódio e o crime".

A expulsão de Zeylanov ocorre após a aprovação na quarta-feira pelo Parlamento turco de uma série de medidas que reforçam o controle da internet por parte do Estado e que foram criticadas por muitas ONGs, pela UE e pelos Estados Unidos.  

Leia Também