Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

COREIA DO NORTE

Jornal diz que tio de Kim Jong-un foi devorado por cães famintos

3 JAN 14 - 15h:00TERR

O poderoso tio do líder norte-coreano Kim Jong-un teve suas roupas removidas, foi atirado em uma gaiola e devorado vivo por uma matilha de cães raivosos, informa nesta sexta-feira a rede de notícia americana NBC citando como fonte um jornal chinês ligado ao Partido Comunista deste país. A informação não foi corroborada por outras fontes.

Jang Song-thaek era considerado o número 2 no comando da Coreia do Norte até ser executado no mês passado depois de ser considerado culpado por traição e conspirar para derrubar o governo. O anúncio feito pela agência de notícias norte-coreana sobre a morte de Jang, em 12 de dezembro, não especificou como ele foi morto.

De acordo com a NBC, o jornal pró-Pequim Wen Wei Po, de Hong Kong, afirmou que Jang e cinco assistentes próximos foram devorados por 120 cães de caça que estavam a cinco dias sem comer. A publicação acrescenta que Kim Jong-un e seu irmão Kim Jong-chol supervisionaram o massacre ao lado de outros 300 oficiais. Os executados teriam sido "completamente devorados".

Jang era casado com Kim Kiong-hui, tia do líder e irmã mais nova do pai dele, Kim Jong-il. Ele também era acusado de fomentar o jogo ilegal e de consumir drogas, entra outras coisas. Em seu discurso de Ano-Novo, Kim aludiu ao tio ao afirmar que a "escória" do país tinha sido eliminada.  

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

"Não tem lado A ou lado B", diz Bolsonaro sobre situação do PSL

Hugo Bonemer vive personagem mais despojado em "A Vida Secreta dos Casais", da HBO
COLUNA INSIDE

Hugo Bonemer vive personagem mais despojado em "A Vida Secreta dos Casais", da HBO

BRASIL

Buscas em endereços de Bivar foram pedidas há 48 dias pela PF e MPE

BRASIL

Centrão quer lei contra deputado infiel

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião