Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Crise

Jornais portugueses dão como certa ajuda financeira do Brasil

30 MAR 11 - 17h:45Folha

Os jornais portugueses dão como certa o socorro financeiro do governo brasileiro a Portugal, que passa por uma crise econômica e tem que amortizar, até dia 11 de abril, 4,5 bilhões de euros de sua dívida pública que, segundo o jornal "Público", o governo não dispõe em caixa.

A publicação afirma na manchete principal de sua edição desta quarta-feira afirma que o "Brasil [está] disponível para comprar dívida portuguesa". Dá ainda como certa "a intervenção do governo de Brasília na resolução dos problemas financeiros portugueses".

No "Diário de Notícias", o destaque é para a "garantia" dada por Dilma para ajudar Portugal no que for possível.

A visita de Lula e sua sucessora era uma vista pelo governo português como uma oportunidade de atrair investimentos, ainda que indiretos, do Brasil. Na noite de segunda-feira, Dilma tinha um jantar programado com o premiê Sócrates para discutir negócios entre os dois países, como a possível contratação de engenheiros e arquitetos de Portugal, como a Folha já havia noticiado.

O encontro foi cancelado, o que adiou a expectativa do governo português de fechar parcerias apenas para a cúpula Brasil-Portugal, que acontece no fim do ano, depois do prazo que o governo português tem para saldar sua dívida.

ENTRAVE

Apesar de se mostrar disponível para socorrer Portugal, a presidente Dilma Rousseff colocou um interposto na ajuda: ela quer obedecer à regra do Banco Central de só comprar títulos. Na terça-feira, a agência de risco Standard and Poor´s rebaixou a nota de Portugal para BBB-, um ponto acima do "lixo", segundo classificaram os jornais e televisões portugueses.

De qualquer maneira, o prêmie José Sócrates voltou a afirma, na manhã desta quarta-fera, que "o governo não tem nenhuma intenção de pedir ajuda exterior". A presidente brasileira afirmou que, até agora, não foi procurada oficialmente pelo governo de Portugal sobre o eventual socorro à economia do país.

Nesta quarta-feira, tanto a presidente brasileira Dilma Rousseff e o português Cavaco Silva, que foram assistir à cerimônia de concessão do título de doutor honoris causa da Universidade de Coimbra ao ex-presidente Lula, não quiseram comentar o assunto na chegada ao evento.

Além de Lula, os ex-presidentes brasileiros Juscelino Kubitschek, Tancredo Neves, José Sarney e Fernando Henrique Cardoso já foram homenageados pela mesma universidade.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

INDEFINIÇÃO

STF adia julgamento sobre compartilhamento de dados da Receita com MP

Prisão sem prova fere lei para tentar exibir troféu, diz defesa de Temer
EX-PRESIDENTE

Prisão sem prova fere lei para tentar exibir troféu, diz defesa

NO TWITTER

Lava Jato não precisa de pirotecnia para sobreviver, diz Lula sobre prisão de Temer

Defesa de Temer pede habeas corpus ao TRF2
LAVA JATO

Defesa de Temer pede habeas corpus ao TRF2

Mais Lidas