Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

W.O

Jogadores do Racing se recusam a jogar

31 JAN 14 - 00h:00band

Os jogadores do Racing Santander se recusaram a jogar a partida de volta pelas quartas de final da Copa do Rei da Espanha contra a Real Sociedad. Os atletas pediam a renúncia da junta diretora do clube, com quem tem desavenças, entre outras coisas por salários atrasados.

Os atletas chegaram a entrar em campo, mas no momento da bola rolar se reuniram no centro do gramado e anunciaram ao árbitro sua decisão. Assim a Real Sociedad passa de fase e irá enfrentar o Barcelona nas semifinais.

A torcida ovacionou seus jogadores enquanto eles voltavam para os vestiários e retribuíram o carinho aplaudindo os presentes no estádio. O clube é controlado pela empresa WGA Sportos Holding.

O defensor da equipe Ofriol, disse que “é muito triste tomar essa decisão, mas era necessário porque há pessoas no Racing sem vergonha na cara e que enganaram os jogadores”. O atacante Mariano também se manifestou.

“Foi um momento muito difícil, mas isso não vem de agora. Isso é um sonho para nós, porque renunciamos o que mais gostamos. É uma pena porque queríamos jogar, mas não podemos deixar que nos pisoteiem”, declarou.

Jogadores como o goleiro Pepe Reina, do Napoli, também demonstrou sua solidariedade com os jogadores do Racing pelas redes sociais. “Asco de dirigentes. Minha solidariedade aos profissionais. Muito animo e sigo apoiando”, disse ele.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o seu astral para esta quinta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quinta-feira

PRÓXIMA SEMANA

Brasil fica de fora de discursos em Cúpula do Clima da ONU

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Educação e respeito"

ARTIGO

Paulo Corrêa: "PEC paralela mobilizou parlamentares estaduais"

Presidente da Assembleia Legislativa de MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião