Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Jogador foge da concentração, se acidenta e pode ficar tetraplégico

Jogador foge da concentração, se acidenta e pode ficar tetraplégico
06/03/2014 07:00 - TERRA


Divisão do Campeonato Cearense, corre o risco de ficar tetraplégico. Ele, na companhia do meia Serginho, seu companheiro de time, sofreu um acidente no último sábado, em Trairi, a 130 km de Fortaleza. Ambos escaparam da concentração do time e, de moto, seguiam para uma festa de Carnaval quando bateram em um veículo após desviarem de uma tartaruga de sinalização de trânsito.

Serginho, 24 anos, era o responsável por conduzir a moto. Ele, segundo Robson Nogueira, presidente do Trairiense, quebrou as duas pernas e um braço, enquanto Alex Paraíba, 32 anos, sofreu um traumatismo de coluna, um traumatismo cervical e corre o risco de não recuperar o movimento dos membros. Ambos não correm risco de vida e foram levados para Fortaleza.

"Os médicos do IJF (Instituto Dr. José Frota) me disseram que tem 70% de chances do Alex ficar sem os movimentos do corpo, como sequela", disse Robson, ao jornal cearense O Povo.

O presidente ainda garantiu que os atletas receberão assistência do clube e nenhuma decisão referente ao vínculo de ambos com o clube será tomada até que eles recebam alta. Eles têm contrato até maio deste ano com o Trairiense.

"Vamos sentar com o nosso advogado e ver o que podemos fazer por eles. Os dois tem contrato vigente conosco",– destacou o mandatário máximo do clube de Trairi.

Por conta do acidente envolvendo a dupla, o duelo do Trairiense com o América, nesta quarta, pela terceira rodada da segunda divisão do Ceará, foi cancelado pela Federação Cearense de Futebol (FCF) na última segunda. O jogo estava marcado para as 16h, no Abilhão. O Trairiense é o último colocado do Grupo A da competição ainda sem pontos – foram duas derrotas em dois jogos.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!