sexta, 20 de julho de 2018

ALÍVIO

Jogador é salvo da morte por desfibrilador na Espanha

25 OUT 2010Por DA REDAÇÃO16h:46

O meia Miguel García, do Salamanca, teve uma parada cardíaca durante uma partida contra o Bétis, pela segunda divisão do Campeonato Espanhol, no último domingo. Alguns jogadores chegaram a chorar, achando que o colega estava morto, mas a equipe médica dos dois clubes conseguiu reanimar o jogador de 31 anos utilizando o desfibrilador.

O incidente aconteceu aos 14 minutos do segundo tempo, quando o jogo ainda estava 2 a 0 para o Bétis, que acabou marcando mais uma vez. "A partida é o de menos. Temos que pensar em como está Miguel", afirmou Endika, companheiro de Miguel.

O jogador foi levado ao Hospital Clínico Universitário, em Salamanca, e de acordo com o médico do clube, José Ignácio Garrido, praticamente renasceu. "O jogador voltou a viver, porque esteve morto por 20 segundos. Ao ver que estava em parada cardíaca, a primeira coisa que fizemos foi abrir a via aérea com um tubo. Uma vez aberta, o ar entrava, mas ele não respirava. Fizemos uma massagem cardíaca e tivemos que utilizar o desfibrilador duas vezes", explicou ao jornal El Pais.

Os primeiros socorros ao meia foram realizados pelo médico do Betis, Tomás Carelo.
"Por mais que você tenha treinado, até se encontrar em uma situação real, não se dá conta da importância. Espero que ele volte a jogar futebol", desejou.

De acordo com a agência Europa Press, Miguel está consciente, bem, e deve deixar a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) ainda nesta segunda-feira.

 

Com Gazeta Press

 

Leia Também