Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

infeliz

Jóbson não é mais jogador do Atlético

29 MAR 2011Por Superesportes16h:23

O atacante Jóbson não faz mais parte do elenco do Atlético. O jogador procurou a diretoria, há cerca de 10 dias, e revelou que não estava feliz no clube. Jóbson pediu para retornar ao Botafogo, clube que o emprestou ao Galo até o final do ano. Diante da insatisfação do atleta, a diretoria atleticana decidiu liberá-lo.

“Há cerca de 10 dias, o Jóbson nos disse que gostaria de voltar para o Botafogo, que não estava se sentindo feliz aqui, não se adaptou a Belo Horizonte. Estamos comunicando ao Botafogo. Vamos ver como vamos resolver a parte jurídica. Queremos no nosso elenco jogador que quer ficar e não jogador insatisfeito. A partir de hoje, o Jóbson não faz mais parte do nosso grupo de jogadores”, disse o diretor de futebol Eduardo Maluf.

Desde que procurou a direção atleticana para revelar que não estava satisfeito no clube, Jóbson foi titular em dois jogos do time. Tanto na vitória por 2 a 1 sobre o Villa Nova quanto no empate por 1 a 1 com o Uberaba, ele foi substituído por Magno Alves no segundo tempo. Ao todo, o atacante fez cinco partidas pelo Galo, com dois gols marcados.

Um das apostas do Atlético para a temporada, Jóbson trouxe, junto com a qualidade técnica, o histórico indisciplinar, com direito a suspensão por doping. Ele inclusive será novamente julgado por esse caso, já que a Agência Mundial Antidoping (Wada) não aprovou a redução da pena de dois anos para seis meses e recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

“Além do jogador, tentamos trazê-lo para que se recuperasse. Ele tem um julgamento que pode definir sua vida como jogador de futebol. Nos éramos rígidos, mas o jogador tem que querer. Se ele não se sente bem e não se adaptou, vamos atender a vontade dele. Temos um grupo de 30 jogadores e as regras são as mesmas para todos. Qualquer um que não esteja satisfeito, e achar a viabilidade para sair, aceitamos. Queremos um elenco com espírito vencedor”, disse Eduardo Maluf.

No Atlético, além de cinco jogos e dois gols, Jóbson teve uma punição no currículo. Na segunda rodada do Campeonato Mineiro, ele sequer foi relacionado para a partida contra o Tupi. Por causa de atraso no treino, passou a treinar em separado.

O diretor de futebol do Galo garante que a saída de Jóbson foi uma decisão do jogador. “Se ele não tivesse nos pedido para ir embora, ele não iria. Ele teve um problema de atraso, que é coisa normal e acompanhávamos ele no dia a dia. A única coisa que nos deixou surpreso, é que no momento bom dele aqui, com dois jogos como titular, ele nos procurou”, disse Maluf.

Leia Também