segunda, 16 de julho de 2018

PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS

Joaquim Murtinho é a 1ª escola estadual totalmente adaptada

24 NOV 2010Por Da Redação09h:27

Em Campo Grande, a Escola Estadual Joaquim Murtinho, com cerca de 2.350 alunos, é a primeira escola estadual a ter um projeto com 100% de acessibilidade para alunos especiais. A escola oferece piso tátil, banheiros adaptados, sala de recursos multifuncionais, rampas e elevador panorâmico. Segundo o diretor da escola, Lucilio Souza Nobre, “a escola está pronta para receber qualquer tipo de deficiente”.

De acordo com o censo escolar 2009, em Mato Grosso do Sul 3.615 alunos com deficiência, transtorno global de desenvolvimento e altas habilidades frequentam as aulas nas escolas da Rede Estadual de Ensino. Para melhorar a qualidade destes atendimentos, a Secretaria de Estado de Educação trabalha para oferecer a acessibilidade, seja a necessidade permanente ou temporária.

A Sala de Recursos Multifuncionais da E. E. Joaquim Murtinho atende não só alunos da escola, mas também aqueles encaminhados pelo Núcleo de Educação Especial. A sala dispõe de computadores e notebooks equipados com programas de voz, jogos, alfabeto Braille, teclados adaptados para paralisados cerebrais, entre outros materiais didáticos pedagógicos e conta com suporte de uma professora com formação específica.

Assim como os três andares do prédio, a quadra de esportes também possui banheiro adaptado, além de rampa que segue as normas da ABNT. O espaço costuma ser cedido pela escola para o treinamento esportivo de pessoas com deficiência. Hoje (24), acontece na quadra da E. E. Joaquim Murtinho a abertura do Campeonato Brasileiro da Divisão de Acesso 2010 do basquete em cadeira de rodas. A escola foi escolhida por oferecer estrutura para os deficientes físicos.

Leia Também