Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

caso roriz

Jaqueline admite ter recebido dinheiro

14 MAR 2011Por Terra17h:45

A deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) admitiu em nota, nesta segunda-feira, ter recebido, em 2006, dinheiro do então secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal, Durval Barbosa. Segundo o documento, a deputada admite que esteve "algumas vezes" no escritório de Barbosa, a pedido dele, para "receber recursos financeiros para a campanha distrital, que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas da campanha".
 

Jaqueline Roriz também pediu licença médica de suas funções como parlamentar por cinco dias e deve ficar longe da Câmara dos Deputados até a semana que vem. Na nota, a parlamentar também afirmou que está aguardando resposta do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre seu pedido para tomar conhecimento do teor completo do vídeo em que ela aparece recebendo dinheiro de Barbosa.


Num vídeo divulgado recentemente, a parlamentar aparece ao lado do marido, Manoel Neto, recebendo um pacote de dinheiro das mãos de Durval Barbosa, responsável pela queda do ex-governador do DF, José Roberto Arruda, durante o chamado "mensalão do DEM", em 2010. Os deputados federais eleitos pelo DF defenderam, em reunião hoje, que as denúncias contra Jaqueline Roriz sejam "rigorosamente investigadas".
 

Segundo o deputado Reguffe (PDT), a bancada do DF não tem autoridade para pedir a investigação, mas defende a abertura de um processo para apurar as denúncias. "Também defendemos que todos os vídeos de mesmo teor que estejam em poder da Justiça tornem-se de conhecimento público, desde que não atrapalhem o andamento das investigações. O importante é que, havendo ilicitude a qualquer momento, Jaqueline não pode ficar", disse ele.
Além de Reguffe, estavam presentes os deputados Erika Kokay (PT), Izalci Lucas (PSDB), Augusto Carvalho (PPS), Ricardo Quirino (PRB) e Policarpo (PT).
 

Leia Também