Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Embaixada no Zimbábue

Itamaraty investiga denúncia de desvio

6 MAR 2011Por AGÊNCIA BRASIL00h:00

A Embaixada do Brasil no Zimbábue é alvo de investigações do Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty. Há suspeitas de desvio de recursos da representação brasileira, no valor aproximado de US$ 300 mil, nos últimos anos. A assessoria do Itamaraty informou que foi aberta sindicância e instaurada uma Comissão de Tomada de Conta Especial para revisar todos os dados enviados pela embaixada.

As suspeitas de irregularidades ocorreram durante a gestão do embaixador Raul de Taunay, que assumiu o posto de 2007. O diplomata foi removido do posto e voltará para Brasília. De acordo com a assessoria do Itamaraty, Taunay cumpriu o prazo de atividades no Zimbábue.

Os recursos, segundo diplomatas, eram destinados a despesas da representação no Zimbábue. Durantes a investigação serão examinados documentos e tomados os depoimentos de Taunay e de funcionários da embaixada.

A previsão é que os resultados da apuração sejam divulgados em maio. Depois disso, toda a documentação será enviada ao Tribunal de Contas da União(TCU).

Localizado na África, o Zimbábue, cuja capital é Harare, é país com a maior inflação do mundo. Com isso, a economia da região tem dificuldades de se manter e a população vive em dificuldades.

Leia Também