Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DESASTRE

Isolado do país por cheia, Acre decreta situação de emergência

Isolado do país por cheia, Acre decreta situação de emergência
27/02/2014 16:45 - Terra Magazine


O governador do Acre, Tião Viana (PT), decretou situação de emergência nas áreas do Estado afetadas direta e indiretamente por enchentes. Por causa da cheia do Rio Madeira, quatro trechos da BR-364, única ligação rodoviária do Acre o restante do país, estão com a pista submersa em lâmina d’água de 80 centímetros. A situação de emergência durante 90 dias já foi reconhecida pela Defesa Civil Nacional.

O tráfego de veículos pequenos na rodovia que liga Rondônia ao Acre está interrompido, sendo autorizada a passagem apenas caminhões com alimentos. Em Porto Velho, o prefeito Mauro Nazif (PSB) declarou situação de calamidade pública também em razão da enchente do Rio Madeira, que vem se mantendo com o nível de 18,58 metros acima da cota de alerta.

O centro comercial de Porto Velho está completamente tomado pelas águas. O Mercado Municipal, Restaurante Popular, Mercado do Peixe e o Terminal Hidroviário também foram interditados pela prefeitura, para quem a cidade já sofreu prejuízos decorrentes da cheia que somam R$ 586 milhões.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?