Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

DIA DO CHOCOLATE

Irresistível tentação

26 MAR 2011Por Cristina Medeiros08h:40

No calendário, a Páscoa só chega quase no fim do próximo mês, mas se o motivo para comer chocolate sem se culpar está relacionado a uma uma data, então, não se é mais preciso resistir à tentação, pois hoje é o Dia do Chocolate. E não adianta discutir, está comprovado cientificamente o bem que proporciona à nossa saúde. Embora altamente calórico e conhecido como o vilão das dietas, revela benefícios superiores: o chocolate é nutritivo, contém vitaminas e sais minerais, além de alto teor de flavonóides, que são antioxidantes que podem ajudar a reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, e de substâncias precursoras da serotonina, responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Produzido a partir do cacau, o chocolate tem sacarose, manteiga de cacau e outros ingredientes em sua composição, como cálcio, ferro, potássio, cobre, manganês, magnésio, vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12, cafeína, feniletiamina e teobromina. Na hora do estresse ele pode ser o melhor amigo. A cada mordida é possível elevar os níveis de serotonina e endorfina, trazendo a sensação de bem estar e disposição.

Segundo a nutricionista Renata de Assis da Silva, a ingestão de 30 gramas por dia é o ideal de consumo, divididas em porções iguais de 15g, sempre no café da manhã e logo após o almoço. "O flavonoide (um antioxidante) presente no chocolate ajuda a desobstruir as gorduras de nossas artérias; mas o consumo sem limite não é recomendado, já que ele é rico em calorias. O importante é frisar que o melhor a ser consumido é o meio amargo ou amargo, com maior teor de cacau. Por ser um alimento termogênico, acelera nosso metabolismo". O chocolate ao leite e o branco, contudo, não oferecem os mesmos benefícios que o chocolate amargo, pois são ricos em açúcares e gorduras.

 Contra-indicações

Resistir pode parecer tarefa impossível, mas, para o alívio dos amantes do chocolate, apenas quem tem problemas sérios de saúde não pode ingerir o doce. A nova linha de chocolates light – com menos gorduras e açúcares que os ovos diet – facilitam a vida dos diabéticos e de quem está tentando evitar os quilinhos a mais. Já os ricos em cacau são repletos de antioxidantes como os polifenóis, que protegem o corpo contra uma série de doenças.

Leia Também