Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Investigações sobre sumiço de menor apontam rede de pedofilia

2 JUL 10 - 07h:22
Sílvio Andrade, Corumbá

A Polícia Civil descobriu uma rede de pedofilia que atua em Corumbá e região, cujas vítimas são crianças e jovens entre 7 e 15 anos. A descoberta se deu durante as investigações que apuram o desaparecimento da menina Lívia Gonçalves Alves, 7, ocorrido no dia 13 de junho. A delegada Priscila Anuda Quarti Vieira, que cuida do caso, não deu maiores detalhes da rede, que teria conexão com a Bolívia.
Titular da Delegacia de Atendimentos à Infância, Juventude e Idoso, a delegada informou que mais de 60 pessoas já foram ouvidas sobre o desaparecimento da menina, cujas investigações prosseguem sob sigilo. Três pessoas suspeitas de participação estão presas no 1º Distrito Policial, mas em depoimentos negaram envolvimento. A polícia continua as buscas e uma das hipóteses é aliciamento.
Segundo consta, Lívia saiu de casa no início da tarde do dia 13 de junho, um domingo, dizendo que iria visitar uma tia no mesmo bairro onde mora, o Cristo Redentor, parte alta da cidade. No caminho, se encontrou com uma adolescente de 12 anos, que prestou depoimentos contraditórios à delegada, e não mais foi vista pela família, que está desesperada. Moradores auxiliam a polícia nas buscas.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial deste sábado/domingo: "Regional foi para a UTI"

ARTIGO

Venildo Trevisan: "O poder da palavra"

Frei
OPINIÃO

José Otavio Menten: "Brasil não é o maior consumidor de pesticidas"

Engenheiro-agrônomo e presidente do Conselho Científico Agro Sustentável

Felpuda

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião