Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Investidores ganharam 31,2% ao ano com Ibovespa

Investidores ganharam 31,2% ao ano com Ibovespa
24/04/2010 06:32 -


SÃO PAULO

Em 42 anos de existência, o Ibovespa (Índice da Bolsa de Valores de São Paulo) – que mede o desempenho das ações mais líquidas e representativas da bolsa – registrou saldo positivo de 1.313,72%. Ao ano, o ganho médio foi de 31,2%, revelou levantamento da TOV Corretora.

De acordo com os dados, nesse espaço de tempo, o índice alternou, totalizando 26 anos de altas, que renderam 1.768,01% aos investidores, a uma média anual de 68%, além de 16 anos de baixa, quando os aplicadores amargaram perdas de 454,29% a uma média anual de 28,9%.

O pior ano da história para o índice foi 1990, quando ele chegou a registrar perdas de 72,73%. Porém, 1991 foi o ano do alívio, quando a bolsa registrou o maior ganho da história, de 288,63%. Os anos insignificantes ou perdidos, por sua vez, foram 1973 (+4,72%) e 1986 (-0,52%).
2010

Se considerado o primeiro trimestre deste ano, quando o Ibovespa registrou um rendimento de 5,82% aos investidores, há um ganho médio de 3,26% ao mês desde 1968, quando o índice foi criado.

“Investir no mercado de ações a longo prazo é a melhor forma de acumular um patrimônio respeitável, uma vez que, na bolsa de valores, numa escala temporal, sempre acaba prevalecendo a tendência de alta”, afirmou o operador sênior da TOV Corretora, Decio Pecequilo. “Entretanto, a crise de liquidez global dos últimos 24 meses mostrou que é de vital importância que o investidor em ações acompanhe suas aplicações constantemente”, completou.

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...