Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

movimento

Invasão a CT aumenta chance de greve no Corinthians

2 FEV 14 - 07h:00band

A invasão de torcedores ao centro de treinamento do Corinthians, na manhã deste sábado, por pouco não parou o Campeonato Paulista na rodada deste fim de semana. O zagueiro Edu Dracena, do Santos, revelou à Rádio Bandeirantes que, após a confusão no CT do Timão, os líderes do Bom Senso FC se comunicaram e cogitaram paralisar a competição.

O jogador afirma que a ideia não prosperou, já que uma greve atrapalharia a logística montada para os jogos. Mas a chance de uma greve nas próximas rodadas não está descartada.

“Com a logística pronta, prejudicaria muita gente. Mas tomara que na semana que vem a gente possa dar uma solução. O Paulo André (do Corinthians), o Fernando Pras (Palmeiras) e outros, até o Dida (Inter), que está em Porto Alegre, se revoltou. Os cabeças chegaram a pensar em não ter rodada do Paulista, mas como a gente sempre leva para o lado do bom senso, achou melhor não fazer o protesto nesta rodada. Mas não está descartado que ocorra (nas próximas rodadas)”, disse Dracena.

O zagueiro afirmou que o grupo tem uma reunião marcada este mês para tratar das próximas ações. É quando o movimento pode decidir tomar uma medida mais drástica e parar os estaduais.

Em nota, o Corinthians admitiu que os jogadores pensaram em não entrar em campo contra a Ponte Preta, neste domingo. Mas desistiram da ideia após saberem da chance de punição ao clube.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o seu astral para esta quinta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quinta-feira

PRÓXIMA SEMANA

Brasil fica de fora de discursos em Cúpula do Clima da ONU

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Educação e respeito"

ARTIGO

Paulo Corrêa: "PEC paralela mobilizou parlamentares estaduais"

Presidente da Assembleia Legislativa de MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião