Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Liga dos Campeões

Inter vence Bayern de Munique e vai às quartas

15 MAR 2011Por uol17h:50

A Inter de Milão fez história no Allianz Arena. Apesar de entrar em campo em desvantagem, a equipe comandada pelo brasileiro Leonardo saiu na frente, sofreu dois gols por meio de falhas de seus atletas, mas mostrou um poder de superação impressionante para conquistar, aos 42min, uma improvável virada e vencer o Bayern de Munique por 3 a 2. Com o resultado, a equipe garantiu a vaga para as quartas de final da Liga dos Campeões.

Apesar de ser a atual campeã do torneio, a Inter de Milão se mostrou uma equipe irregular, tanto que acabou perdendo a primeira partida para o Bayern de Munique, disputada na Itália, por 1 a 0. Porém, com a virada desta terça-feira, o time de Leonardo segue como o único representante do seu país no torneio e se tornou ainda o terceiro time em toda a história a conseguir reverter um primeiro resultado negativo em casa.

A vitória da Inter começou a se construir logo aos 4min. Eto’o recebeu um lançamento em posição de impedimento e mostrou seu tradicional oportunismo, abrindo o placar e colocando a Inter de Milão novamente no páreo.

A alegria dos italianos, no entanto, durou apenas 16min. Em um lance muito parecido com o que definiu o primeiro jogo entre os dois times, Robben chutou de fora da área e Júlio César, ao tentar encaixar a bola, acabou soltando. Mario Gomez, atento, apareceu para encobrir o brasileiro e empatar a partida.

Com a igualdade, o Bayern passou a dominar completamente as ações, dando pouco espaço para o rival. Dessa forma, não tardou para que os alemães virassem o placar. Aos 30min, Thiago Motta tenta cortar a bola na entrada da área, mas acaba deixando fácil para Müller, que tem tranquilidade para tocar na saída de Júlio César.

O goleiro brasileiro, no entanto, ainda conseguiu evitar o terceiro do Bayern, quando Ribery acertou belo chute, mas o dia não era dos brasileiros. Primeiro, Gomez tocou no contrapé de Júlio César, a bola bateu na trave, rolou em cima da linha e a zaga tirou. Logo após, Lúcio foi desarmado com facilidade, mas o ataque do time alemão desperdiçou.

Na segunda etapa, o técnico Leonardo apostou na entrada de Philippe Coutinho. Mesmo assim, o Bayern de Munique seguiu pressionando e só não ampliou o placar porque Júlio César se redimiu e fez uma grande defesa. A punição para os alemães veio logo depois, quando Sneijder recebeu passe de Eto’o e conseguiu o, até então, improvável empate.

O gol dos italianos assustou os donos da casa. A pressão demonstrada durante boa parte do jogo mudou de lado, e foi a Inter de Milão que passou a criar as melhores chances, restando ao Bayern adotar uma postura de cautela, buscando manter a posse de bola o máximo possível. A estratégia, no entanto, não funcionou, já que, aos 42min, Eto’o deu belo passe para Pandev, que chutou forte para decretar a vitória dos italianos.

Leia Também