Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

FALCÃO NO COMANDO

Inter joga para o gasto, vence e vai a primeiro

19 ABR 2011Por ESTADÃO21h:40

No segundo jogo de Falcão no comando do Inter, a equipe colorada mais uma vez não encantou, mas venceu o Emelec por 2 a 0 nesta terça-feira no Beira-Rio, placar suficiente para garantir o Inter como líder do grupo 6 da Copa Libertadores ao fim da fase de classificação. No outro jogo da rodada, o Jaguares conseguiu perder de virar para o Jorge Wilsterman na Bolívia, por 2 a 1, mas ainda assim ficou em segundo.

Com 13 pontos, o Inter garante no mínimo a terceira melhor campanha da fase de classificação. Se o Libertad não vencer o San Luis do México logo mais, na última rodada do grupo 1, o time gaúcho avança com a segunda campanha, atrás apenas do Cruzeiro, que fez 16 pontos.

Na próxima fase, assim, pegaria o segundo ou o terceiro piores segundo colocados. Jaguares, Peñarol, San Martín ou São Luis (ambos do grupo 1) e o vice do grupo 3 (de Fluminense, América do México, Argentinos Juniors e Nacional do Uruguai) são as opções de confronto.

Sem brilho

No sábado, contra o Santa Cruz, pelas quartas de final do segundo turno do Campeonato Gaúcho, o Inter não teve grande atuação. Venceu apenas por 1 a 0, mas deixou o Beira-Rio alegando que desperdiçou chances de golear, encontrou um adversário interessado apenas em defender, mas foi superior o tempo todo.

No primeiro tempo contra o Emelec, não houve espaço para esta alegação. Tanto que Rafael Sóbis, antes de descer para o intervalo, declarou que a equipe colorada deveria comemorar o placar de 0 a 0.

 O futebol bonito prometido por Falcão não apareceu em nenhum momento. O Emelec marcava bem e espelhava a formação tática colorada, anulando as principais peças dos donos da casa. Rafael Sóbis, Andrezinho e D''Alessandro pouco apareceram.

 Por conta desta marcação, Falcão inovou ao inverter as posições de Leandro Damião e Rafael Sóbis. O jovem passou a sair buscar o jogo e não conseguiu se adaptar à função.

 Assim, o primeiro tempo acabou com poucas chances de gol tanto para o Inter quanto para o Emelec. A melhor oportunidade foi dos donos da casa, logo no primeiro minuto, em uma fala de Andrezinho que Klimovicz defendeu.

 Precisando arrumar o time, Falcão segurou o time por quase dez minutos a mais nos vestiários durante o intervalo. A equipe não voltou diferente, mas contou com dois erros para abrir o placar. O primeiro, do auxiliar, que não viu que Rafael Sóbis estava em posição de impedimento quando recebeu o passe de cabeça de Leandro Damião no meio da área. Depois, do goleiro Klimovicz, que chegou a agarrar o cabeceio do atacante, mas fez lambança e empurrou a bola para o próprio gol.

 Com o placar favorável o apoio da torcida - que vaiou na saída para o intervalo -, o Inter teve tranquilidade para segurar o resultado e criar um pouco mais do que na primeira etapa. Foi favorecido pelos espaços dados pelos visitantes, que buscavam o empate.

 No segundo gol, mais uma falha de Klimovicz, que deu rebote em um chute de Guiñazu no meio do gol. Leandro Damião aproveitou o rebote e tocou para as redes. Logo em seguida, pediu substituição e foi trocado por Zé Roberto.

Leia Também