Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Inter e São Paulo começam a disputa por vaga na decisão

Inter e São Paulo começam a disputa por vaga na decisão
28/07/2010 05:18 -


Porto Alegre

Quatro anos depois de decidirem a Taça Libertadores em 2006, Internacional e São Paulo repetem o confronto hoje, às 20h50min (MS), em Porto Alegre (RS), desta vez em partida de ida pelas semifinais da mesma competição.
Ao contrário do que aconteceu em 2006, o Internacional chega com um ligeiro favoritismo, principalmente por conta da campanha recente no Campeonato Brasileiro. Desde a volta da competição nacional após a parada para a Copa do Mundo, o Colorado venceu os quatro jogos que disputou, enquanto a equipe paulista sofreu três derrotas e conquistou um empate.
Durante o recesso para o Mundial, o Inter substituiu o técnico uruguaio Jorge Fossati por Celso Roth, que deu consistência à equipe e soube encaixar os recém-chegados.
O mais provável é que o argentino Roberto Abbondanzieri seja o titular do gol, embora não surpreenderia se Roth optasse por Renan, que também figurava no elenco de 2006 e voltou a atuar pelo time gaúcho no último domingo, na vitória sobre o Flamengo (1 a 0), pelo Brasileirão.
Na frente de uma linha de quatro defensores, Roth colocará dois volantes de muita marcação, o argentino Pablo Guiñazú e o “selecionável” Sandro, que trabalharão para dar liberdade aos três meias criativos e ao atacante Alecsandro.
A única dúvida é quem acompanhará o argentino Andrés D’Alessandro e o jovem Taison na armação. Giuliano ou Andrezinho, são boas opções ofensivas.
Do lado contrário, o treinador Ricardo Gomes tem o time confirmado. Hernanes, convocado pelo novo técnico da seleção, Mano Menezes, e Marlos vão preparar as jogadas para Dagoberto e Fernandão.

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!