Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

GAUCHÃO

Inter e Grêmio buscam título hoje em partida

8 MAI 2011Por GAZETA PRESS00h:02

O que não passava de um peso, o último dos objetivos da temporada, se tornou uma Copa do Mundo. A eliminação simultânea da Dupla Gre-Nal na Libertadores transformou os jogos finais do Campeonato Gaúcho. Agora, a importância transcende ao valor de mais uma taça no armário, mais uma faixa no peito e mais uma volta olímpica para recordar, ser campeão estadual se tornou de vital importância para o início de uma reafirmação em um confronto direto entre as duas maiores potências do Rio Grande do Sul.

A primeira etapa da decisão ocorre neste domingo. O jogo do Beira-Rio virou um fator psicológico que terminará na próxima semana, mas as consequências podem durar o ano todo. Cada um do seu jeito pode iniciar um processo de serenidade para dar os primeiros passos no Campeonato Brasileiro. Por outro lado, o resultado a ser construído a partir das 16 horas (de Brasília) pode arruinar a vida de quem ficar em segundo lugar.

Para o Inter é uma questão de afirmação. Após o início entusiasmante de Falcão, os resultados pioraram, as atuações também. São três jogos sem vitórias, o último deles o vexame contra o Peñarol. O time entrou em um platô, estagnou em termos de rendimento tanto individual como coletivo.

Reiniciando a carreira, o treinador colorado ainda tateia o ambiente do clube e os macetes da profissão. Conquistar um título daqui a 180 minutos, com menos de 10 jogos após seu retorno, significa a possibilidade de sustentar suas idéias e conceitos sem maiores questionamentos. Dará mais paciência para o seu trabalho.

- Encaramos este ano com muitos objetivos, um deles era a Libertadores. É passado estamos fora. Estamos mal com isso. Cheguei querendo ganhar a minha primeira Libertadores. Temos um Gre-Nal que é muito importante para nós -, comentou o volante Bolatti, que participará de seu primeiro clássico. O desfalque na escalação será Guiñazu, suspenso. Sua vaga será ocupada por Tinga.

No Grêmio, o clássico servirá como um norte para o futuro. O elenco passará por uma reformulação substancial após o Gauchão. Após a queda para o Universidad Católica, mesmo não querendo aprofundar o tema, a direção admitiu que existe a necessidade de uma repaginação. Contratações e dispensas serão inevitáveis, transformando os confrontos contra o maior rival como as últimas chances para alguns nomes do elenco.

Para o técnico Renato Gaúcho ser campeão terá uma importância maior do que conquista o primeiro título pelo clube, o lugar mais alto do pódio lhe dará tranquilidade em um trabalho que não engrenou ainda em 2011.

- Só os jogadores podem tirar o Grêmio desta situação. Nosso grupo já foi posto à prova. No ano passado, estávamos na zona de rebaixamento, reagimos e terminamos na Libertadores. Antes havíamos sido campeões do Gauchão. Nosso time é experiente e tem qualidade -, afirma o zagueiro Rafael Marques. A escalação gremista é um mistério. A expectativa é que o garoto Leandro e Borges formem a dupla de ataque.

Se o foco do fim de semana passado estava nos dois ícones que comandam as equipes, os olhos estarão mais voltados para o campo sete dias depois. As atuações, no momento, interessam mais do que as figuras que Renato e Falcão representam. Apesar de ídolos, os dois começam a passar pelo processo de julgamento inerente ao cargo que ocupam. A vitória é ponto vital nessa avaliação.

Leia Também