Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EM 7 MESES

Intenção de consumo das famílias recua pela 1ª vez

Intenção de consumo das famílias recua pela 1ª vez
22/08/2012 11:13 - G1


A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) diminuiu 1% em agosto, na comparação com igual mês do ano anterior, embora tenha apresentado discreta alta de 0,2% sobre julho. Esta foi a primeira queda na comparação anual, após sete meses de alta.

O indicador atingiu 135,6 pontos em agosto, segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) nesta quarta-feira (22).

De acordo com a entidade, os níveis de comprometimento de renda e de inadimplência ainda impedem uma escalada mais forte da disposição ao consumo.

Na comparação mensal, alguns componentes relacionados ao consumo e ao mercado de trabalho apresentaram variações positivas – o otimismo se deu, em especial, pelos itens Emprego atual (+ 1,8%) e Renda atual (+ 3,3%), em razão não apenas da manutenção do crescimento real da massa salarial, mas também da base mais fraca de comparação, considerando-se os sucessivos recuos dos respectivos componentes nos últimos meses.

Na comparação anual, a intenção de consumo das famílias apresentou variação negativa puxada por maior cautela em relação ao mercado de trabalho. Mais uma vez, todos os componentes da pesquisa relacionados ao emprego e à renda registraram recuo nessa base de comparação, com o item Perspectiva profissional apresentando queda de 5,2%.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...