segunda, 16 de julho de 2018

AFRANGEL

Instituição de menores portadores de HIV passa por crise financeira

25 OUT 2010Por EVELYN SOUZA13h:40

Cerca de 30 crianças e adolescentes portadoras do vírus HIV que contam com a ajuda da Associação Franciscana Angelinas (Afrangel), podem passar por dificuldades em função de uma crise financeira que assola a instituição, que existe desde 1996. As crianças são amparadas pela dedicação das Irmãs de caridade que comandam o local.


A irmã Madalena, que é diretora da Afrangel explica que os pequenos chegam à instituição por encaminhamento do Hospital Dia, de Conselheiros Tutelares, Juizados ou até mesmo através de ligações. “As vezes parentes ou vizinhos nos procuram e explicam a situação do menor, imediatamente nós vamos na residência dos pais acompanhados de uma assistente social e oferecemos ajuda”, relata a irmã.


Hoje dentre os menores, existem cinco bebês. Um deles chegou à Instituição por uma ligação da avó. “Ela entrou em contato conosco e disse que a mãe dele saiu para comprar um cigarro e nunca mais voltou. Sou sozinha e não tenho condições financeiras de criá-lo”, conta a freira que relata ainda que todos os finais de semana, como o bebê pousa no abrigo Vovó Túlia e nas segundas-feiras volta. Isso porque a Associação não funciona aos finais de semana.


Como o cuidado das crianças é extremamente rigoroso, os menores recebem auxílio odontológico e realizam exames médicos três vezes ao mês. As Irmãs também se preocupam muito com o estudo e diariamente prestam reforço escolar.


A diretora da Afrangel fala sobre a importância da ajuda de profissionais voluntários. “O bichinho (como chama o vírus HIV) afeta principalmente os olhos, ouvidos e as pernas. Muitos deles já perderam parte da visão, parte da audição e alguns estão com as perninhas atrofiadas”, explica a Irmã que apela para a ajuda de um voluntário em fisioterapia e fonoaudiologia.


Apesar da grande preocupação com a alimentação e com o dia-a-dia das crianças, a Irmã revela: “Aqui nós somos uma família, tudo acontece. Eles passam por todas as fases, chegam todos alegres contando como foi o dia, mostrando as tarefas, nós fazemos questão de acompanhamos a fase de todos eles”.


A empresária Bianca Arantes ajuda a Instituição à pouco mais de um mês e começou uma campanha para divulgação da Afrangel. “É complicado pedir dinheiro às empresas, por isso criamos o blog, através dele os empresários conhecem a casa e fazem as doações como puderem”.


Comovida com a situação financeira, ela termina. “Não queremos toneladas de alimentos, queremos que mil pessoas doem um quilo, para que a instituição seja mantida.


A Afrangel atende crianças de todo o Estado e quem quiser contribuir com algum tipo de ajuda pode participar do projeto ”Apadrinhe uma Criança” ou acessar o blog da instituição www.euajudoaafrangel.blogspot.com. O telefone para mais informações é o 3365-0590.



 

Leia Também