Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FESTIVAL AMÉRICA DO SUL

Inscrições podem ser feitas até o dia 06 de março

Inscrições podem ser feitas até o dia 06 de março
03/03/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


As inscrições de artistas sul-mato-grossenses para espetáculos de música, dança, teatro e circo no Festival América do Sul 2014, que se encerrariam no dia 18 de fevereiro, estão prorrogadas até o dia 6 de março.

A publicação que retifica os editais “Atrações Musicais” e “Artes nas Ruas”, feita em janeiro pelo governo do Estado, inclui agora quesitos como hospedagem, alimentação e transporte de artistas selecionados.

Serão selecionados cinco espetáculos de artes cênicas, sendo três de teatro e circo e dois de dança para atuações em ruas, praças e escolas de Corumbá e Ladário ou em Puerto Quijarro ou Puerto Suarez, na Bolívia, além de cinco grupos, bandas ou cantores de reconhecida atuação em Mato Grosso do Sul para apresentações no Palco das Américas, em Corumbá.

As inscrições devem ser realizadas somente nos Correios, por Carta Registrada ou Sedex. Todos os documentos requeridos estão listados nos dois editais.

Os projetos inscritos serão analisados por duas Comissões de Seleção nomeadas pelo governo do Estado: uma para os espetáculos de teatro, dança e circo e outra para as atrações musicais. O resultado da seleção será divulgado oficialmente em março no Diário Oficial e no site da Fundação de Cultura.

A 11ª edição do Festival América do Sul acontece de 30 de abril a 4 de maio de 2014 promovendo um grande encontro artístico que revela a diversidade cultural no continente. O evento busca, também, discutir temas relativos ao meio ambiente, à cultura, ao turismo e ao desenvolvimento sustentável.

Os editais estão disponíveis no site www.fundacaodecultura.ms.gov.br , bem como no www.imprensaoficial.ms.gov.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefones (67) 3316-9106 ou (67) 3316-9110.

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.