quinta, 19 de julho de 2018

INVESTIGAÇÃO

Inquérito sobre morte de vereador é colocado em sigilo

28 OUT 2010Por Bruno Grubertt10h:35

A Polícia Civil resolveu colocar as investigações sobre a morte do vereador de Alcinópolis Carlos Carneiro em sigilo. De acordo com o delegado Jefferson Nereu Luppe, a medida foi tomada para não prejudicar os procedimentos. Desde o registro do crime, ocorrido na terça-feira (26), e a prisão de três acusados de participar do homicídio, a polícia apura quem seria o mandante do crime.

Irineu Maciel, 37 anos, que confessou ter disparado os tiros contra o vereador, disse que foi contratado por Valdemir Valsan, 43, e receberia R$ 20 mil para cometer o assassinato.  O terceiro detido é Aparecido Souza Fernandes, de 34 anos, que pilotava a moto no momento do crime.

O prefeito de Alcinópolis, Manoel Nunes da Silva (PR), apontado pelo pai do vereador e vice-prefeito do município, Alcino Fernandes Carneiro (PDT), como o mandante do crime, prestou depoimento ao delegado daquela cidade. Ele negou a participação do crime. O delegado, Camilo Kettenhuber Cavalheiro, afirmou que o prefeito não está foragido e que prestou depoimento somente para esclarecer os fatos.
 

Leia Também