domingo, 15 de julho de 2018

estudantes

Inmetro fiscaliza uniformes escolares

18 JAN 2011Por NOTÍCIAS MS09h:17

Durante esta semana, a Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, realiza a fiscalização de uniformes escolares. Os fiscais do Inmetro visitarão fábricas e lojas do setor têxtil para comprovar se as etiquetas e os tecidos correspondem às normas da resolução do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro) 02/08.

A atividade, que faz parte da Operação “Volta às Aulas”, é intensificada com a proximidade do início das aulas, período em que aumenta a procura por uniformes escolares.

Dicas ao Consumidor

Conforme informações da diretora técnica da AEM/MS, Luciana Boni Cogo, os itens que devem fazer parte obrigatoriamente de uma etiqueta têxtil são:

• Marca ou Razão Social;
• CNPJ;
• Composição (porcentagem de algodão, viscose, linho, etc.);
• Conservação (símbolos de conservação);
• País de Origem e
• Indicação de Tamanho.

“O consumidor deve observar que todas as informações de uma etiqueta devem estar no idioma do país de consumo, ou seja, em português. Os produtos importados ou que tenham etiqueta em outro idioma devem apresentar uma segunda etiqueta em língua portuguesa. Realizamos esta atividade para que o cidadão adquira um produto adequado e que atenda às normas exigidas”, lembra Luciana.

Em relação aos símbolos de conservação, a sequência obrigatória é: lavagem, alvejamento, secagem em tambor rotativo, passadoria e limpeza profissional. Os símbolos adicionais, quando utilizados, como por exemplo secagem natural, deverão estar posicionados após e/ou separadamente dos símbolos normalizados acima descritos.

Aqueles que tenham interesse em saber o significado dos símbolos de conservação podem adquirir a NBR 3758:2006 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em que constam todas as informações acerca da simbologia.

Caso sejam constatadas irregularidades nos produtos têxteis, as equipes de fiscalização da AEM/MS retiram os produtos de comercialização. O comerciante tem um prazo para apresentar a nota fiscal e a defesa.

Ouvidoria

A AEM/MS pode esclarecer dúvidas caso o consumidor suspeite de algum problema no que diz respeito às etiquetas dos uniformes pelo telefone 0800 67 52 20.

Leia Também