Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Inglaterra e Itália se enfrentam em busca de 'reencontro' com a semifinal na Eurocopa

24 JUN 12 - 12h:00globoesporte.com

Juntas, Inglaterra e Itália têm cinco títulos mundiais. No entanto, há algum tempo as duas equipes não têm conseguido se impor dentro de seu próprio continente: enquanto os italianos não disputam uma semifinal de Eurocopa desde 2000, os ingleses não chegam à penúltima fase da competição desde 1996. E é buscando quebrar tal jejum que as duas equipes se enfrentam neste domingo, às 15h45m (de Brasília), em Kiev, pelas quartas de final da Euro 2012.

É o English Team que chega com mais moral para a partida deste domingo. Com sete pontos conquistados na primeira fase, a equipe garantiu o primeiro lugar do grupo D da Euro e driblou parte da desconfiança que rondava o time comandado por Roy Hodgson - que fez sua estreia justamente na competição continental.

E o comandante inglês já revelou a receita para tentar passar pela Azzurra: ficar atento aos atacantes, como Mario Balotelli e Antonio Cassano. Além disso, Hodgson acredita que a sólida defesa italiana tornará a partida muito dura.

- É uma seleção muito talentosa, como todas as equipes italianas. Tem alguns jogadores capacitados tecnicamente, especialmente no meio de campo. Trata-se de uma equipe com atacantes perigosos e talentosos e com zagueiros sólidos. Não há dúvidas que serão mais do que um adversário de valor. Por outro lado, acho que também temos jogadores que seguramente os italianos vão querer manter sob vigilância – declarou o treinador inglês, que deve mandar a campo a mesma equipe da vitória sobre a Ucrânia.

Enquanto isso, a Itália só venceu uma partida na primeira fase: contra a Irlanda, por 2 a 0. O time do treinador Cesare Prandelli ainda empatou dois jogos (Espanha e Croácia) e acabou com a segunda colocação do grupo C. E o técnico da Azzurra tem alguns problemas para escalar o time por conta de lesões: o zagueiro Chiellini já está vetado por um problema na coxa, enquanto o volante Thiago Motta é dúvida por conta de fadiga muscular. 

Prandelli acredita que a Itália terá pela frente “uma das equipes mais disciplinadas da Europa” e, por isso, quer evitar que a Inglaterra consiga impor sua forma de jogar.

- Jogam muito juntos em um espaço grande e temos que impedi-los de jogar futebol. Criarão uma alta temperatura para o jogo e não têm medo de colocar o pé. Temos de estar bem preparados – alertou o treinador, que não confirmou se colocará Balotelli em campo desde o início do jogo.

O vencedor do duelo entre ingleses e italianos enfrentará nas semifinais a Espanha, que venceu a França por 2 a 0 no último sábado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ARTIGO

Gaudêncio Torquato: "Ciclo das lorotas chega ao fim"

Jornalista e professor da USP
OPINIÃO

Renato Falchet Guaracho: "O mito do juiz de garantias e o ativismo judicial do STF"

Felpuda

LEI

Juiz de garantias vai beneficiar defesas, dizem promotores ao STF

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião