Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 15 de fevereiro de 2019 - 23h06min

CAMPO GRANDE

Inflação tem alta moderada em fevereiro

3 MAR 11 - 13h:04da redação

A inflação na cidade de Campo Grande, no mês de fevereiro de 2011, teve uma moderada alta em relação ao mês de janeiro, da ordem de 0,64%, devido, principalmente, aos reajustes de preços administrados pelo governo. Dos sete grupos que compõem o Índice de Preços ao Consumidor (IPC/CG), somente o grupo Alimentação apresentou deflação (-2,27%). ”O grupo Alimentação, responsável por pressionar a inflação na Capital nos últimos meses perdeu fôlego, apresentando essa forte deflação. Os outros seis grupos apresentaram inflação”, informou o professor Celso Correia de Souza, que coordenada o Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes) da Universidade Anhanguera-Uniderp.

Em fevereiro de 2011, o grupo Habitação apresentou uma moderada inflação de 0,81%, em relação ao mês de janeiro, principalmente, pelos aumentos nos produtos esponja de aço 10,73%, lâmpada 9,02%, forno microondas 6,73% e liquidificador 6,69%. Quedas de preços ocorreram com: ventilador (-6,98%), freezer (-6,43%) e televisor (-4,69%).

No índice de preços do grupo Alimentação ocorreu forte deflação de -2,27%. “Esse grupo que pressionou para cima a inflação da cidade nos últimos meses, em fevereiro inverteu a ordem puxando a inflação para baixo. Os produtos que tiveram as maiores altas de preços foram: salsa 24,91%, doces em calda 17,81%, chuchu 15,15%, beterraba 8,60%, entre outros com menores aumentos. Por outro lado, alguns produtos desse grupo tiveram quedas de preços significativas como: filé mignon (-18,98%), alcatra (-15,11%), batata (-14,97%), feijão (-14,14%) e picanha (-13,06%).

No item carnes, foram constatados aumentos de preços de alguns cortes e quedas em outros, destacando o filé mignon com queda de (-18,98%), alcatra (-15,11%), picanha (-13,06%) e contra-filé (-9,60%). Com altas significativas destacam-se: músculo 6,16%, vísceras de boi 3,05% e cupim 0,08%. Os cortes da carne suína apresentaram quedas significativas como bisteca suína (-6,92%), costeleta supina (-3,92%) e pernil (-0,36%). O frango congelado teve aumento de 1,18% e os miúdos 3,14%.

O grupo Transportes, de acordo com o coordenador o Nepes, apresentou forte alta de 2,90%, devido principalmente aos reajustes dos preços da mão de obra de oficinas de manutenção de automóveis de 12,78%, ônibus urbano de 8%, etanol 3,60%, automóvel novo 2,65% e gasolina 2,41%. Quedas de preços neste grupo ocorreram com pneu novo (-5,82%) e ônibus interestadual (-1,04%).

O grupo Educação, no mês de fevereiro teve forte alta de 1,43%, devido ao aumento de artigos de papelaria, que foi de 11,31%, Escolas Infantis 1,73% e Escolas de Ensino Fundamental 0,59%. “No mês de janeiro os artigos de papelaria já haviam aumentado em 6,02%, bem como algumas mensalidades escolares”, lembrou o pesquisador do Nepes, José Francisco dos Reis.

Já grupo Despesas Pessoais apresentou forte inflação da ordem de 2,02%. Aumentos de preços ocorreram com os seguintes produtos / serviços: jogos lotéricos 8,45% (Quina e Lotomania tiveram reajustes de 50%), cigarros 5,20% e produto para limpeza de pele 3,01. Com quedas de preços apareceram: papel higiênico (-3,96%), sabonete (-1,75%) e absorvente higiênico (-1,56%).

Inflação acumulada

A inflação acumulada nesses dois primeiros meses de 2011, na cidade de Campo Grande, foi de 2,05% e a inflação acumulada nos últimos 12 meses foi de 6,61%, acima do limite superior da meta inflacionária estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que, para o ano de 2011, é de 6,5%. O centro da meta é de 4,5% com uma tolerância de ±2%. Com isso, o CMN tem reajustado seguidamente a taxa Selic, que regula os juros da economia do país, que já chega aos 11,75%.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TRAGÉDIA

Funcionários da Vale são presos por rompimento de barragem de Brumadinho

BRASIL

União pagou R$ 565 milhões em dívidas atrasadas de estados em janeiro

TRAGÉDIA

Procuradoria defende júri popular para acusados por tragédia em Boate Kiss

TRAGÉDIA

Justiça determina que Vale retire animais das áreas de risco em Barão de Cocais

Mais Lidas