Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONSUMIDOR

Inflação pelo IGP-10 recua para 0,56% em abril

Inflação pelo IGP-10 recua para 0,56% em abril
15/04/2011 09:11 - agência brasil


A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) recuou em abril deste ano, em relação ao mês anterior. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o índice apresentou taxa de 0,56% em abril, inferior ao índice de 0,84% de março.

A queda do IGP-10 foi puxada apenas pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), um dos três subíndices que compõem o IGP-10. O IPA variou 0,49% em abril, abaixo do 0,99% do mês anterior, resultado influenciado pelo recuo na inflação de produtos como os alimentos in natura, cuja taxa passou de 7,33% em março para 6,16% em abril.

Já os subíndices de Preços ao Consumidor (IPC) e de Custo da Construção (INCC) tiveram alta na inflação. O IPC passou de 0,59% em março para 0,77% em abril, aumento puxado principalmente pelos alimentos (que passaram de 0,57% para 1,11% no período). O INCC passou de 0,33% para 0,52% no período.

O IGP-10 de abril foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 de março e 10 de abril.

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSD do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!