Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Inflação em Campo Grande fecha 2013 abaixo da meta estipulada pelo CMN

Inflação em Campo Grande fecha 2013 abaixo da meta estipulada pelo CMN
06/01/2014 18:00 - Gabriel Maymone


A inflação acumulada em 2013 chegou a 4,28% em Campo Grande, abaixo da meta de 4,5%, estipulada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). No mês de dezembro, a inflação na Capital ficou em 0,63%, sofrendo pequena alta em relação ao mês de novembro, que foi de 0,58%. O Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande (IPC/CG) é divulgado, mensalmente, pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas da Universidade Anhanguera-Uniderp.

Os dez produtos que mais contribuíram para a elevação da inflação do mês de dezembro foram: Óleo diesel, Gasolina, Etanol, Pneu novo, Biscoito, Laranja pera, Refrigerador, Pão francês, Açúcar e Linguiça fresca. Os dez que menos contribuíram para a elevação da inflação na cidade de Campo Grande foram: Leite pasteurizado, Carne seca/charque, Tênis, Frango congelado, Acém, Anti-inflamatório e antirreumático, Patinho, Short e bermuda masculina, Alcatra e Contrafilé.

A pesquisa observou forte inflação no índice do grupo Transportes. “A média é de 3,55%, devido aos fortes aumentos de preços no óleo diesel 9,10%, pneu novo 5%, gasolina 4,94%, etanol 3,74% e ônibus interestadual 1,23%”, informa o pesquisador da Anhanguera-Uniderp, José Francisco Reis Neto. 

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...