Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

INCENTIVOS

Indústrias vão investir R$ 9,2 milhões no interior de Mato Grosso do Sul

21 OUT 2010Por DA REDAÇÃO13h:42

A implantação de indústrias nos municípios do interior, com incentivo do governo do Estado, vai proporcionar a geração de empregos e desenvolvimento para regiões estratégicas de Mato Grosso do Sul. Em Rio Verde e Naviraí duas novas indústrias devem ser instaladas com investimentos previstos superiores a R$ 9,2 milhões e a criação de 300 empregos diretos.

De acordo com a secretária de Produção, Indústria e Comércio Tereza Cristina Corrêa da Costa, o governo investe em infraestrutura e concede incentivos fiscais para atrair investimentos para os municípios. “O governado está privilegiando as regiões menos industrializadas”, enfatiza a secretária.

O processo de industrialização já é realidade na região norte do Estado. Em Rio Verde, distante 216 quilômetros de Campo Grande, será implantada uma indústria de calçados e uma outra de reciclagem de plástico e produção de embalagens, que vai utilizar o lixo plástico, além de outras matérias-primas para a produção de sacola, saco para lixo, lona preta, madeira plástica para construção de pallet, assoalho, poste para cerca, móveis, deck para piscina, portas, perfis, forro, prancha e caixa de papelão.

A indústria de plástico será construída em três etapas e será instalada em uma área total de 20 mil metros quadrados com 16 mil metros quadrados de área construída. A Embapack terá capacidade para transformação de 1,8 mil toneladas ao ano de derivados plásticos reciclado para embalagem, 1,2 mil toneladas do mesmo derivado para fabricação de madeira plástica e 9,6 mil toneladas de produtos de papelão.

Depois de concluídas as três etapas de implantação a indústria vai gerar 280 empregos diretos, com previsão de abertura de 40 vagas na primeira etapa, 60 na segunda e 180 na conclusão do projeto.

No sudoeste do Estado, município de Naviraí, deve ser implantada uma indústria de vidro temperado com capacidade para produzir 12 mil metros quadrados de vidro por mês. Com investimentos de R$ 160 mil a indústria vai gerar 10 empregos diretos no município com pouco mais de 19,2 mil habitantes. A empresa já comercializa o produto no mercado local e com o incentivo do governo estadual passará a produzir vidro, gerando mais vagas de trabalho e renda para o município.

O governo do Estado também proporciona incentivos fiscais a empresas já instaladas no Estado para fomentar a economia local e geração de renda nos municípios, como os concedidos a uma empresa de fertilizantes Fertipar de Dourados e a indústria de calçados Tiptoe em Aparecida do Taboado.

O Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado (CDI) aprovou e deliberou, entre janeiro de 2009 e agosto de 2010, 72 projetos que somam um total de R$ 4,3 bilhões em investimentos nas áreas de confecção, têxtil, embalagens plásticas, alimentos, comércio de bebidas, fecularia, vidros, além dos setores sucroalcooleiro, químico e metalúrgico. Os projetos prevêem a criação de 20,9 mil empregos em Mato Grosso do Sul.






 

Leia Também