Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

CDI

Indústrias vão gerar 6,4 mil empregos em MS

8 DEZ 2010Por Da Redação17h:34

Com um saldo de R$ 4,8 bilhões a serem investidos em Mato Grosso do Sul, o Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado (CDI/MS) deliberou hoje a concessão de benefícios fiscais para 12 empreendimentos que devem abrir 2.087 novas vagas de trabalho. A reunião apresentou um balanço do ano com 37 projetos incentivados, um montante de R$ 5,7 bilhões a serem investidos e 6.423 novos empregos a serem gerados em 15 municípios do Estado.

A última reunião do ano, e também finalização do biênio 2009/2010, avaliou o desempenho econômico e social dos empreendimentos que, segundo a presidente do Conselho, a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Seprotur), vem abrindo novas fronteiras industriais no Estado. "Gradualmente estamos acompanhando a abertura de novas fronteiras industriais no Estado. A interiorização dos investimentos e da cultura industrial vem acompanhada da inclusão social, da democratização do emprego e da recuperação econômica dos municípios", destacou ela durante a reunião.

A secretária exemplificou a importância dos incentivos fiscais concedidos aos novos empreendimentos e fez referência à empresa BSB Produtora de Equipamentos de Proteção Individual, que irá investir R$ 22,7 milhões em Eldorado, gerando 702 empregos diretos. "O município vem se recuperando ano a ano do episódio de 2005 [disse ela se referindo ao episódio do abate sanitário de bovinos por ventura de focos de febre aftosa registrados na região]. Vínhamos trabalhando para atrair um investimento para aquela região e o incentivo foi fator decisivo. É claro que essa indústria vai ser um divisor de águas para Eldorado", comparou Tereza Cristina.

Entre os processos analisados na ocasião, 11 são para implantação com investimentos que somam R$ 4,8 bilhões e preveem 2.080 novos empregos diretos. Há também um projeto para ampliação no valor de 874,4 mil e 7 novas vagas. Confira as deliberações da pauta:

Implantação

Projemix/Resilix Reciclagem do Brasil Ltda. - Para fabricação de pré-moldados com aproveitamento de resíduos de construção civil, em Campo Grande, com investimento de R$ 1,5 milhão e geração de 30 empregos diretos; Macrofértil Indústria e Comércio de Fertilizantes Ltda. - Para produção de fertilizantes, com unidades em Caarapó e Campo Grande, no valor de R$ 7,7 milhões e geração de 32 empregos diretos; Cola Bem Indústria de Argamassa e Rejuntes Ltda. - Para indústria têxtil e de fiação, em Dourados, com investimento de R$ 565,1 mil e geração de 30 empregos diretos; Eldorado Celulose Papel Ltda. - Para fabricação de celulose e outras pastas para fabricação de papel, em Três Lagoas, no valor de R$ 4,7 bilhões e geração de 1.059 empregos diretos; Polyplastic S.A Indústria e Comércio - Para produção e comercialização de embalagens plásticas, em Três Lagoas, com investimento de R$ 10,9 milhões e geração de 67 empregos diretos; Projardi Indústria, Comércio, Importação, Exportação, e Serviços Ltda. - Para metalurgia e prestação de serviços, em Três Lagoas, no valor de R$ 2,8 milhões e geração de 18 empregos diretos; Karacá Indústria e Comércio de Produtos Alimetícios - Para importação e exportação de produtos alimentícios e bebidas em geral, em São Gabriel do Oeste, com investimento de R$ 1,1 milhão e geração de 34 empregos diretos; Sipav Sinalização e Recuperação de Pavimentos - Para fabricação de artefatos e produtos de concreto em geral, em Campo Grande, no valor de R$ 1,6 milhão e geração de 18 empregos diretos; BSB Produtora de Equipamentos de Proteção Individual Ltda. - Para fabricação de equipamentos e acessórios para segurança pessoal e profissional , em Eldorado, com investimento de R$ 22,7 milhões e geração de 702 empregos diretos e Delta Biocombustíveis Indústria e Comércio - para produção e comercialização de biodiesel, em Rio Brilhante, no valor de R$ 11 milhões e geração 90 empregos diretos.

 

Ampliação: Portões e Portes Ltda. - Para engarrafamento de bebidas destiladas em geral, em Coxim, com investimento de R$ 874,4 mil e geração de 7 novos empregos.

 

O consultor Paulo Salvatore Ponzini, que acompanhou os encaminhamentos da reunião sendo responsável por dois projetos em pauta, ressaltou na conclusão dos trabalhos que "não existe nada mais democrático nesse governo que este Conselho. Espero que nos próximos anos, e reintero a importância do grupo aqui presente, esse trabalho continue".

 

Balanço

 

Ao longo de 2010 o CDI/MS se reuniu por quatro vezes quando analisou e deliberou a concessão de benefícios fiscais a 37 projetos, sendo 33 para implantação e quatro para ampliação. O volume de investimentos somou R$ 5,7 milhões que, concretizados, devem gerar 6.423 empregos entre os 15 municípios a serem beneficiados pelos empreendimentos - Campo Grande (12 projetos), Três Lagoas (11 projetos), Sidrolândia (1 projeto), Paranaíba (1 projeto), São Gabriel do Oeste (2 projetos), Nova Andradina (1 projeto), Chapadão do Sul (1 projeto), Ribas do Rio Pardo (1 projeto), Naviraí (1 projeto), Cassilândia (1 projeto), Caarapó (1 projeto), Dourados (1 projeto), Eldorado (1 projeto), Rio Brilhante (1 projeto) e Coxim (1 projeto).

 

Já no biênio 2009/2010 o balanço do CDI/MS mostrou que 85 empresas foram beneficiadas pela concessão de incentivo fiscal através do Programa MS Empreendedor. Outros 191 Termos de Acordo foram assinados e 133 Cartas Consulta foram protocoladas. O saldo de novos investimentos é de cerca de R$ 9 bilhões, que devem viabilizar a oferta de 23.249 empregos em todo Mato Grosso do Sul.


 

Leia Também