Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

Crescimento

Indústrias exportam 70% mais neste ano

21 SET 2010Por 08h:09

Edivaldo Bitencourt

Em oito meses deste ano, o valor da exportação da indústria cresceu 60% e deverá bater recorde histórico, segundo levantamento da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems). Impulsionada pela venda externa de papel e celulose e pela recuperação do setor de mineração, a comercialização de produtos sul-mato-grossenses no exterior somou US$ 1,3 bilhão de janeiro a agosto deste ano, superando o volume negociado em 12 meses do ano passado (US$ 1,2 bilhão) e o recorde registrado em 2008 (US$ 1,3 bilhão).
“Este ano vamos atingir US$ 2 bilhões”, estima o presidente da entidade, Sérgio Longen. Em comparação aos oito primeiros meses de 2009, quando as vendas externas somaram US$ 811,4 milhões, houve acréscimo de 60%. As vendas da indústria no mês passado foram de US$ 233,8 milhões, registrando crescimento de 53% em relação ao mesmo período do ano anterior (US$ 152,5 milhões) e superaram o recorde histórico para o período de 30 dias, ocorrido em junho deste ano (US$ 211,3 milhões).

Setores
Conforme a federação, houve aumento de 70% no volume exportado pela indústria em oito meses, de 2,6 milhões para 4,5 milhões de toneladas.
Somente as exportações feitas pela Fibria, maior indústria de papel e celulose que começou a operar no ano passado em Três Lagoas, tiveram crescimento de 98%, de US$ 110,4 milhões para US$ 218,7 milhões. O maior percentual foi registrado pela Mineração Corumbaese, de um dos setores mais atingidos pela crise econômica mundial do ano passado. As vendas do grupo para o exterior cresceram 710%, US$ 15,8 milhões para US$ 128 milhões.
Outro destaque é o JBS, que ativou o maior frigorífico do País na Capital, que registrou aumento de 280% nas vendas ao exterior, de US$ 45,4 milhões para US$ 173 milhões.

Base
Otimista, Sérgio Longen prevê que, em cinco anos, Mato Grosso do Sul fará parte do seleto grupo de unidades da federação que terá a indústria como base econômica. Além das vendas externas, o setor registra crescimento recorde na geração de empregos. Das 21 mil novas vagas criadas neste ano, 7 mil são da indústria. Atualmente, o setor já é base da economia de 19 municípios.

Leia Também