Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

QUATRO SETORES

Indústria vai pedir recursos para Arranjos Produtivos Locais em MS

26 OUT 2010Por VERA HALFEN04h:30

 A Fiems, o IEL e o Senai vão pleitear, junto ao Ministério da Integração Nacional, recursos para desenvolver projetos de Arranjos Produtivos Locais (APLs), que compreendem as atividades de couro e calçados, dos setores minero-siderúrgico, artesanato e turismo e o de papel e celulose em Mato Grosso do Sul. Para que esses projetos sejam executados, são necessários recursos do Ministério da Integração Nacional, via Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco).

De acordo com o superintendente do IEL, Bergson Amarilla, o APL de Couro e Calçados será desenvolvido na região central do Estado, enquanto o APL Minero-siderúrgico, na região de Corumbá, e o de Artesanato e Turismo seria instalado na região de Bonito. No município de Três Lagoas, o APL de Celulose e Papel.

Ele acrescenta que as propostas foram bem recebidas pelo ministério e devem ser articuladas nos próximos dias. Atento às propostas apresentadas, o diretor de promoção da Sudeco, Frederico Valente, explicou que os projetos de desenvolvimento dos APLs são de extrema importância para o crescimento do Estado e estão de acordo com a premissa da entidade. "As articulações devem ser feitas ainda este ano para que possam entrar no Orçamento da União de 2011", diz Valente.

Leia Também