Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

SONDAGEM

Indústria estadual deve elevar vendas

1 MAR 2011Por DA REDAÇÃO10h:54

A expectativa da indústria de Mato Grosso do Sul para os próximos seis meses de 2011 é a melhor possível com os empresários do setor demonstrando otimismo com relação às vendas dos seus produtos, às aquisições de matérias-primas, às exportações e às contratações de funcionários. Os dados são da Sondagem Industrial realizada mensalmente pelo Radar Industrial da Fiems junto às empresas do Estado para mostrar a evolução da produção, utilização da capacidade instalada, estoque de produtos finais, compras de matérias primas e as expectativas dos empresários.

Segundo o levantamento do Radar da Fiems, quanto às expectativas para a demanda por seus produtos nos próximos seis meses, os industriais sul-mato-grossenses mostraram-se otimistas, com o indicador alcançando a marca de 60,4 pontos. Comportamentos similares foram verificados quanto ao número de empregados, com 53,3 pontos, compras de matérias-primas, com 58,1 pontos, e quantidade exportada, com 64,4 pontos. “Nos quatro casos, indicadores acima dos 50 pontos significam a ocorrência de expectativas positivas para os próximos seis meses”, traz a Sondagem Industrial.

Além disso, o Índice de Confiança do Empresário Industrial em Mato Grosso do Sul (ICEI/MS) alcançou no mês de fevereiro o equivalente 60,4 pontos, ou seja, resultado 1,2% superior a média histórica nacional para o período, que é 59,7 pontos. O destaque em Mato Grosso do Sul ficou por conta da manutenção da elevada confiança dos empresários industriais em relação ao comportamento esperado para as economias brasileira, sul-mato-grossense e das condições de desempenho da própria empresa, que apresentaram índices de equivalentes a 62,8, 65,2 e 62,8 pontos, respectivamente.

Normalidade

Ainda conforme o Radar da Fiems, a atividade industrial iniciou 2011 em ritmo moderado, repetindo o mesmo comportamento de janeiro do ano passado devido a reflexo da desaceleração que sazonalmente ocorre após a intensificação das atividades produtivas de fim de ano. O índice da produção industrial, comparado com o mês anterior, ficou em 39,5 pontos e, adicionalmente, a freqüência de respostas quanto ao comportamento da produção industrial apresentou a seguinte distribuição: elevação acentuada 3%, elevação moderada 18%, queda acentuada 12%, queda moderada 21% e estabilidade 46%.

Leia Também