Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Indústria e revenda de chocolates vão empregar 25% mais

1 MAR 10 - 04h:33
A Páscoa, que neste ano será comemorada no dia 4 de abril, deve gerar um acréscimo de, em média, 25% no quadro de funcionários de fábricas e lojas revendedoras de chocolates em Mato Grosso do Sul. A estimativa é da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados, que considera a data uma das três melhores em vendas do comércio, ficando atrás somente do Natal e Dia das Mães. A época, segundo o presidente da entidade, Acelino de Souza Cristaldo, oferece um incremento significativo nas lojas, revendedores e supermercados, que contratam repositores de estoques, promotores de vendas e representantes comerciais – setores que respondem por 40% dos empregos relacionados à Páscoa. “Quase todas as grandes marcas de chocolate, como Lacta, Nestlè, entre outras, aumentam seus quadros neste período para atender a maior demanda”, diz. O setor que responde pelos outros 60% das vagas temporárias na data já não trabalha próximo aos consumidores. Trata-se do pessoal de fabricação de bombons e ovos de Páscoa que, como o supermercadista, também deve gerar mais empregos no período. Só na Dolce Mondo – uma das 15 empresas do tipo no Estado, conforme dados da Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) – a contratação será 46,6% superior ao quadro de funcionários atual. “Temos atualmente 15 funcionários e devemos chegar a 22 nos próximos dias”, calcula a proprietária da chocolateria artesanal, Miriam Takeshita, que iniciou as admissões no início de fevereiro – 60 dias antes da data comemorativa. Segundo ela, a produção e comercialização dos produtos aumentam de 40% a 60% por conta da Páscoa. Em relação ao ano passado, Miriam espera expansão nas vendas em torno de 12% a 15%, já que a empresa decidiu investir em produtos diferenciados, como os ovos trufados e os personalizados (com frases escritas e logomarcas de empresas). “E já notamos que a procura por esse tipo de produto aumentou. As encomendas começaram nesta semana”, conta. Brasil Estimativa divulgada pela Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem) aponta a abertura de 61,5 mil vagas temporárias em todo o País relacionadas à Páscoa. O número é 2,5% maior do que o registrado no ano passado, quando foram gerados 60 mil postos de trabalho. E, de acordo com levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Manager (Ipema), 13% dos temporários têm chance de serem efetivados após a data comemorativa, o que representa quase oito mil profissionais. Essa expectativa é 60% superior ao total de efetivos do ano passado, que foi de cinco mil trabalhadores. Além disso, o período pode significar a oportunidade do primeiro emprego para os jovens, que representam 25% das pessoas contratadas.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

ALIANÇA PELO BRASIL

Bolsonaro admite que pode presidir novo partido

Sem marcar há um turno, Alexandre Pato amarga reserva no São Paulo
ATACANTE

Sem marcar há um turno, Alexandre Pato amarga reserva no São Paulo

BRASIL

Reforma administrativa será "suave", afirma Bolsonaro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião