Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

BID

Incra subutiliza recursos em assentamentos

11 DEZ 2010Por bruno grubertt02h:10

A superintendência do Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária (Incra) em Mato Grosso do Sul tem subutilizado recursos destinados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Em dois assentamentos de Corumbá, por exemplo, foram usados somente 36% dos R$ 7 milhões, que deveriam ter sido aplicados, por exemplo, na implantação da rede de distribuição de água. Apesar disso, ainda há famílias sem acesso ao serviço naqueles locais.

As informações são do Ministério Público Federal (MPF), que recomendou medidas de prorrogação dos contratos para que o Incra não perca os recursos. Como o dinheiro é proveniente de convênio, se não fosse utilizado até o fim deste ano, teria de ser devolvido. A recomendação não tem valor de obrigação judicial e apenas orienta uma medida para evitar o início de um processo.

A subutilização ocorreu, principalmente, nos assentamentos Taquaral e Tamarineiro II, em Corumbá. Em outras regiões do estado, a utilização da verba varia de 60% a 90%. 

Leia Também