Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Incêndio em vagão de trem mata 26 pessoas na Índia

Incêndio em vagão de trem mata 26 pessoas na Índia
28/12/2013 14:45 - AGÊNCIA BRASIL


Um incêndio em um vagão de trem no estado indiano de Andhra Pradesh provocou na madrugada de hoje (28) a morte de pelo menos 26 pessoas. A embarcação estava lotada de passageiros que dormiam.

Alguns dos passageiros conseguiram escapar quebrando as janelas do banheiro do trem, mas outras vítimas acabaram não resistiram à fumaça e ao calor, e os seus corpos foram encontrados amontoados junto das janelas e portas da composição.

“Acordamos com os gritos de ‘fogo, fogo!’. Toda a gente gritava”, contou um dos sobreviventes à agência noticiosa Press Trust of India. Outro sobrevivente recordou que “os passageiros estavam dormindo” quando, “de repente, acordaram com a sensação de que algo estava ardendo”.

“Foi um caos. Percebemos que o vagão estava em chamas”, disse, adiantando ter quebrado o vidro do banheiro, o que permitiu que três pessoas escapassem. “Mas não consegui salvar a minha mulher e meu tio”, lamentou, em lágrimas.

Segundo as autoridades, os corpos de muitas das vítimas ficaram irreconhecíveis e só poderão ser identificadas após a realização de testes de DNA. “As equipes de salvamento recuperaram, até agora, 26 corpos do vagão, e cinco dos oito feridos foram transportados de emergência para o hospital”, afirmou o porta-voz da South Western Railway. De acordo com as autoridades, dois dos mortos são crianças.

A caminho do local do acidente – que ocorreu no percurso entre Bangalore e Nanded, a 300 quilômetros de Hiderabad – estão equipes forenses para recolher amostras das vítimas para posterior análise.

Em declaração publicada na sua conta oficial no Twitter, o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Sigh, expressou o seu “choque e pesar com a perda de vidas no acidente”.

Há dados divergentes relativos ao número de passageiros que estavam no vagão. A polícia cita 65 pessoas e o ministro responsável pelas ferrovias, Mallikarjun Kharge, menciona 67. De acordo com o ministro, o incêndio teria tido origem em um problema elétrico.

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!