Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Incêndio destrói 70 casas e madeireiras em Marcelândia

13 AGO 10 - 07h:05
CUIABÁ

Um incêndio iniciado quarta-feira à tarde e controlado ontem pela manhã em Marcelândia, a 710 quilômetros de Cuiabá (MT), destruiu pelo menos 70 casas e 11 madeireiras da região. O cenário é de destruição. Fonte de 30% da riqueza do município, o Distrito Industrial virou cinzas por conta de uma queimada originada numa pastagem, que ganhou força ao atingir o lixão da cidade e partiu de forma desgovernada pelo local da tragédia.
Cabeças de gado das propriedades próximas também morreram. O número oficial ainda não foi divulgado. A concessionária de energia de Mato Grosso cortou o fornecimento de energia no Distrito Industrial, localizado a 2 quilômetros da cidade, e no vilarejo de Analândia. No local existem marcenarias, serrarias e laminadoras, além de colônias de moradores que são os proprietários desses estabelecimentos. A sede de Marcelândia também ficou sem luz por meia hora. O risco iminente de explosões na rede de energia motivou o desligamento.
A cidade que conta com pouco mais de 15 mil habitantes se mobilizou. O comércio fechou as portas e, em poucos minutos, muitos moradores se juntaram às equipes do Corpo de Bombeiros, Ibama e Polícia Militar formando um contingente de combate com mais de 100 homens. Um helicóptero do Centro Integrado de Operações Especiais (Ciopaer) fez sobrevoos na região e auxilia a cidade.
O incêndio é reflexo do período de estiagem, onde o tempo fica seco, a umidade relativa do ar baixa, o que favorece que a vegetação queime com facilidade. O único hospital da cidade já atendeu mais de 300 pessoas. A maioria com problemas respiratórios, queimaduras de primeiro grau e pressão alta, além de ardência nos olhos. As famílias desabrigadas foram levadas para o salão paroquial e contam com a solidariedade da população.
De acordo com informações do secretário de Saúde, Jacson Silvano Medeiros, uma estrutura foi formada em socorro às vítimas. “Encaminhamos ambulâncias e reforçamos a estrutura do posto de saúde localizado no Distrito Industrial”. O secretário ainda reforçou que a demanda de atendimentos estava sob controle.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ministro diz que campanha pela Amazônia é "ataque internacional"
EM CAMPO GRANDE

Ministro diz que campanha pela Amazônia é "ataque internacional"

Após cassação, Miranda terá nova eleição para prefeito em outubro
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Miranda terá nova eleição para prefeito em outubro

Ministro da Saúde anuncia multivacinação para outubro
CAMPANHA

Ministro da Saúde anuncia multivacinação para outubro

Processo seletivo do Senar tem 10 vagas e salário de R$ 6,5 mil
OPORTUNIDADE

Senar abre seleção com 10 vagas e salário de R$ 6,5 mil

Mais Lidas