Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

CONSUMIDOR

Inadimplência tende a se estabilizar

18 OUT 2010Por ESTADÃO08h:28

A perspectiva de inadimplência do consumidor num horizonte médio de seis meses ficou inalterada em agosto, mantendo-se no patamar de 94,6, segundo o indicador da Serasa Experian divulgado nesta segunda-feira.

De acordo com os economistas da entidade, a estabilidade sinaliza que a inadimplência tende a se estabilizar, pelo menos até o início do próximo ano, e eventuais elevações nesse nível não seriam suficientes para reverter a atual trajetória de crescimento do crédito para pessoas físicas.

O bom momento vivido pelo mercado de trabalho, avaliam os analistas, tem conseguido neutralizar, pelo menos em parte, as pressões sobre os níveis de inadimplência dos consumidores, decorrentes de uma trajetória de expansão do crédito bem superior à massa de rendimentos.

Para empresas, o indicador caiu 2,4% em agosto, atingindo o patamar de 91,4 e registrando o 16º recuo mensal consecutivo.

A retomada de um ritmo de crescimento mais acelerado e a interrupção do aumento da taxa básica de juros por parte do Banco Central vêm favorecendo a geração de caixa das empresas, segundo os economistas da Serasa. Para eles, esse cenário deve prevalecer ao longo dos próximos meses.

Leia Também