Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Inadimplência do consumidor cresce 1,8% em outubro, diz pesquisa

10 NOV 2010Por AGÊNCIA BRASIL11h:51

As dívidas de pessoas físicas não quitadas no prazo aumentaram 1,8% em outubro, na comparação com setembro, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. A pesquisa mostra que, pela oitava vez seguida, os atrasos se concentraram em débitos relativos a empréstimos obtidos em financeiras, compras a prazo feitas com o cartão de crédito ou por meio de carnês emitidos pelas lojas e contas de prestação de serviços como de fornecimento de água, energia elétrica e telefonia.

Essas dívidas tiveram elevação de 8,5%, enquanto nas demais modalidades analisadas ocorreram quedas. O movimento de cheques sem fundo diminuiu 3,8%. As dívidas nos bancos caíram 1,2% e os títulos protestados, 4,6%. No acumulado do ano, a inadimplência do consumidor cresceu 3,3% e, na comparação com outubro do ano passado, 16,9%.

Na avaliação dos economistas da empresa de consultoria e análise de crédito Serasa Experian, a compra de presentes para o Dia da Criança, comemorado no mês passado, em um momento em que já havia alto grau de comprometimento da renda, contribui para essa situação.

Eles, no entanto, acreditam que o dinheiro do décimo terceiro salário deverá minimizar o quadro de inadimplência levando a uma estabilização no início de 2011.

Leia Também