Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

serasa

Inadimplência com cheques sobe pelo 3º mês seguido

18 ABR 11 - 14h:10g1

A inadimplência com cheques no Brasil subiu pelo terceiro mês seguido neste ano em março, de acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira (18) pela Serasa Experian. Em março, foram devolvidos 2,13% de cheques. Em fevereiro, o percentual de devoluções havia sido de 1,83%, e em janeiro, de 1,70%.

Apesar dos avanços mensais verificados, no acumulado, contudo, o primeiro trimestre de 2011 registrou o menor número de cheques devolvidos para o período nos últimos seis anos, aponta a Serasa. De janeiro a março, houve 1,89% de devoluções de cheques. Em 2005, em igual período, o percentual havia sido de 1,74%.

Roraima lidera inadimplência
De janeiro a março, Roraima foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos, com índice de 10,88%. São Paulo foi o estado com menor percentual, com 1,45%.

Entre as regiões, a Norte foi a que registrou maior devolução de cheques nos três primeiros meses de 2011, com 4,03%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,55%, diz a empresa.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a inadimplência com cheques cresceu em março em razão da sazonalidade e dos eventos econômicos. “O terceiro mês do ano é caracterizado por fortes pressões sobre o orçamento familiar, provocadas por despesas como pagamento de parcelas do IPVA, do material escolar e os gastos com férias e carnaval”, diz a empresa, em nota.

Outros fatores também podem justificar a alta mensal, como o aumento da inflação e dos juros, avalia a Serasa.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Detran pede rescisão de contrato com empresa responsável por radares
DÍVIDA MILIONÁRIA

Detran vai rescindir contrato com empresa de radares

FUTEBOL 2019

Cristiano Ronaldo critica valores de transferências no futebol: 'São surreais'

Prefeitura abre processo seletivo com oito vagas e salário de R$ 3,2 mil
CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

Prefeitura abre processo seletivo com salário de R$ 3,2 mil

BRASIL

Bolsonaro levanta suspeita sobre ONGs por queimadas na Amazônia

Mais Lidas