Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

SAÚDE

Implantes de coração com válvulas de tecido de vaca são promissores

4 ABR 2011Por AFP03h:16

Uma nova técnica que substitui a válvula aórtica do coração com um implante feito de tecidos de vaca mostrou um índice de sobrevivência similar ao das operações com coração aberto e aumentou a expectativa de vida, anunciaram cientistas americanos.

A nova técnica de substituição da válvula aórtica por inserção de catéter (TAVR) é menos invasiva que a cirurgia convencional e também pode ser uma opção promissora para pacientes gravemente enfermos, segundo o estudo apresentado na conferência do American College of Cardiology.

O método diminuiu os custos de internação e aumentou a expectativa de vida em até 1,9 ano. Mas também apresentou mais riscos de derrames cerebrais e outras complicações cardíacas.

A técnica TAVR consiste em inserir no coração, através de um catéter instalado em alguma artéria da perna ou da caixa torácica, um tubo que sustenta as tampas de três válvulas interconectadas feitas com tecido de vaca.

Leia Também