CIDADES

Império do Morro confirma favoritismo e leva o título

Império do Morro confirma favoritismo e leva o título
18/02/2010 07:00 -


Confirmando seu favoritismo, a escola de samba Império do Morro conquistou ontem o bicampeonato do carnaval de rua de Corumbá, superando a rival Vila Mamona em cinco pontos. A escola fundada em 1958 já ganhou 29 títulos de campeã e voltou a desfilar em 2003, depois de uma década em inatividade, inovando a cada ano. Neste carnaval, a verde e rosa defendeu samba-enredo “Meu olfato indica que a Império vai passar; sinto um cheiro de perfume no ar”, transformando a passarela do samba em essência, encanto e magia, como diz a letra do samba, exalando perfume dos nove carros alegóricos. Outra novidade do seu desfile foi a presença de cinco destaques deficientes auditivos. A escola fez uma apresentação perfeita, com 1.200 componentes, e uma riqueza de brilho e criatividade em suas doze alas. Destaque para o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Jorginho e Irinéia, que desfilam na Salgueiro e Ilha do Governador, escolas do Rio de Janeiro, e para a rainha da bateria, Carol Duarte, neta dos fundadores da agremiação, Cháana e Venância. O carnaval de rua de Corumbá atraiu mais de 40 mil pessoas, das quais 25 mil turistas, por noite nos desfiles das oito escolas divididas nos grupos A e B. Na terça-feira, a programação é reservada à nostalgia, com o desfile dos cordões carnavalescos, do corso e dos blocos de palhaços e marinheiros e das pastorinhas, ao som de marchinhas. Prêmio e título A revelação das notas dos jurados dos desfiles dos dois grupos e dos blocos oficiais ocorreu ontem à tarde, em um dos camarotes instalados na Avenida General Rondon, com forte esquema de segurança. Entre os blocos, o Clube dos Sem garantiu seu tricampeonato. A apuração reuniu mais de mil pessoas, que vibravam a cada nota anunciada. A escola de samba Mocidade Independente da Nova Corumbá sagrou-se campeã do grupo B e em 2011 desfilará no grupo especial, obtendo 178,70 pontos. A vice-campeã foi a Caprichosos de Corumbá, com 173,8 pontos. A única nota que gerou polêmica foi a dos jurados do quesito comissão de frente, que deram 9,9 e 9,8 para a Nova Corumbá. A escola merecia 10. A verde e rosa, que na terça- feira havia conquistado o prêmio Esplendor do Samba em todos os quesitos julgados por profissionais da imprensa, teve sua supremacia na passarela do samba referendada. A pontuação do Grupo A ficou assim: 1º – Império do Morro, 179,4 pontos; 2º – Vila Mamona, 173,9; 3º – A Pesada, 169,3: e 4º – Major Gama (que caiu para o grupo B), 161,5.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".