Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

fora da esplanada

Imóveis de Ministérios custam R$ 100 mi por ano

14 MAR 2011Por TERRA00h:01

Dezenas de imóveis alugados fora da Esplanada dos Ministérios acomodam ministérios e um volume crescente de servidores. Prédios e salas, só do Primeiro Escalão do Poder Executivo, pagam pelo menos R$ 9 milhões mensais de alugueis e R$ 100 milhões de reais por ano. O levantamento foi feito pelo jornal O Estado de S. Paulo e publicado na edição deste domingo. O jornal chama esses imóveis de "esplanada oculta" e diz que o valor gasto é o suficiente para construir 2,7 mil casas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Segundo o Estado, esse "inchaço" de ministérios começou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recebeu 26 pastas do governo FHC, mas entregou à presidente Dilma Rousseff 37 - que, por sua vez, pretende criar mais duas. Para acomodar as novas pastas, o governo dispensa licitação para imóveis fora da esplanada. O jornal dá o exemplo do Ministério da Pesca e Aquicultura, que gasta R$ 575 mil por mês, num contrato de R$ 7 mi por ano, referente ao aluguel de um prédio de 14 andares - sendo que a ministra e 67 assessores dão expediente na esplanada. Fora o ministério liderado por Ideli Salvatti (PT), mais 13 pastas têm edifícios espalhados pela capital federal.

Leia Também