Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

navegador

IE10 para desenvolvedores é liberado para download

15 ABR 2011Por idgnow05h:00

Pouco menos de um ano depois de iniciar a distribuição das versões do Internet Explorer 9, a Microsoft anuncia a vinda do IE 10.

A primeira distribuição do browser, porém, é suportada apenas por sistemas Windows 7.

Dean Hachamovitch, executivo chefe do departamento IE na empresa de Redmond, realizou uma exibição do preview da versão 10 durante a conferência anual de desenvolvedores da Microsoft Mix Web Conference.

E a partir de terça-feira (11/4), a Microsoft passou a disponibilizar o programa para download.

O desenvolvimento do IE10 teve início há três semanas, apenas sete dias depois do lançamento oficial do IE9. A rapidez com que a Microsoft ruma em direção ao novo navegador pode surpreender a muitos, menos a Al Hilwa, analista do IDC.

“A Microsoft não quer manter o ciclo de dois ou três anos entre o lançamento das versões de seu navegador”, diz Hilwa. A conta do analista se refere aos 29 meses que separaram o IE7 do lançamento da versão 8 e os dois anos que se passaram até a liberação do IE9.

“Eles aprenderam que esperar tanto tempo para atualizar navegadores não é uma boa ideia”, completa.

Espera menor
Para o analista, a mensagem que ouvira durante o Mix Web Conference foi clara: a empresa passará a atualizar seus produtos com maior frequência, o que indica que o lançamento do IE 10 ocorrerá em pouco tempo. Na estimativa de Hilwa, o navegador da MS deverá aparecer em questão de um ano, ou seja, abril de 2012.

A mudança na política de atualização de browsers coloca a Microsoft em concorrência com as rivais Firefox e Google, que costumam atualizar seus produtos em períodos menores. A Google, por exemplo, disponibiliza um navegador novo a cada sete semanas, em média. No caso da Mozilla essas atualizações ocorrem a cada três meses.

Para junho, está previsto o lançamento do Firefox 5, ao passo que o Chrome 11 chega às prateleiras virtuais até o fim do mês.

Hachamovitch, da Microsoft, diz não se tratar de concorrência com a Mozilla ou o Google. “O que interessa”, diz, “é o progresso contínuo, a cadência das atualizações. O ponto principal de cada atualização, consiste em oferecer uma modificação relevante, um avanço”, afirma.

“Concordo com ele”, diz Hilwa. “Dizer que várias versões significam várias melhorias não é certo”.

Clientes acalmados
Ainda que as atualizações do IE não sejam realizadas no mesmo ritmo dos produtos da Google e da Mozilla, a manobra da Microsoft serve para acalmar dois segmentos de usuários importantes: aos clientes, por oferecer-lhes a oportunidade de se manterem competitivos; e às empresas, normalmente resistentes às mudanças.

Hilwa afirma que o segmento corporativo é dominado pela Microsoft e, consequentemente, por seu browser. Para ele, possivelmente, as empresas dispensarão a atualização contínua dos navegadores para realizar o upgrade apenas de dois em dois anos.

O analista gosta da estratégia da Microsoft de liberar versões candidatas antes dos pacotes oficiais. Tática que foi adotada, por exemplo, no processo de lançamento do IE9. “Se tal tática permanecer, podemos contar com uma versão beta e RC para meados de outubro desse ano”, diz.

Hachamovitch diz que a primeira versão da plataforma do IE10 estará disponível em até quatro meses.

O preview do IE10 mostra um navegador de interface bastante enxuta e carente de elementos indispensáveis a um navegador. Faltam as barras de endereço e um botão de voltar para o endereço anterior.

A diferença entre a versão de testes do IE10 e a versão experimental do IE9 é que o novo pacote roda apenas em máquinas munidas com o sistema Windows 7.

Leia Também