Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

estômago

Ibrahimovic é suspenso por socar rival

14 MAR 11 - 15h:50AFP

O atacante Zlatan Ibrahimovic foi punido com três jogos de suspensão por ter socado o estômago de Marco Rossi no empate do Milan com o Bari por 1 a 1, no domingo, pelo Campeonato Italiano.

Com a suspensão, o sueco está fora do clássico contra a Inter de Milão, além de desfalcar a equipe nas partidas contra o Palermo e a Fiorentina.

O atleta recebeu o cartão vermelho direto após o defensor do Bari ter dado nele uma cabeçada, em partida realizada no San Siro, aos 28min do segundo tempo. Apesar do tropeço contra o lanterna, o Milan mantém cinco pontos de diferença para a rival Inter de Milão, com nove jogos a serem disputados.

Ibrahimovic parece frustrado por receber grande parte da culpa pela eliminação do Milan para o Tottenham na Liga dos Campeões, na fase de oitavas de final, pela incapacidade de marcar gols.

Por ter dado uma cabeçada no brasileiro Fabio Simplicio na derrota da Lazio para a Roma, por 2 a 0, no domingo, no Estádio Olímpico, o defensor romeno Stefan Radu também pegou três jogos de gancho. Já o volante Cristian Ledesma recebeu duas partidas de suspensão por insultar o árbitro no clássico da capital italiana.

Os clubes também não saíram ilesos do jogo de domingo. A Roma recebeu multa de R$ 80 mil por um torcedor tentar mirar um laser nos olhos do goleiro Fernando Muslera durante a falta que resultou no primeiro gol de Totti.

Além do laser, a Roma também foi multada pelos torcedores atiraram sinalizadores no gramado, mesmo motivo pelo qual a Lazio terá que pagar R$ 18 mil.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Mercosul concluiu acordo comercial com países do Efta, diz Bolsonaro

ECONOMIA

Caixa avalia mudança para taxa prefixada no financiamento imobiliário

BRASIL

Lula se cala na Pentiti, 64ª fase da Lava Jato

BRASIL

Maia: País vive 'quase um estado autoritário', inclusive na área do meio ambiente

Mais Lidas