Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

Exagero

Hospitalizações por consumo de ecstasy aumentam 75% nos EUA

27 MAR 2011Por EFE22h:20

O número de pessoas que vão parar na emergência nos Estados Unidos por consumir ecstasy subiu quase 75% entre 2004 e 2008, segundo um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo governo.

A análise da Administração dos Serviços de Saúde Mental e Abuso de Substâncias (Samhsa, na sigla em inglês) indicou que o número de pessoas que vão parar nas emergências dos hospitais nos EUA aumentou 74,8%, de 10.220 em 2004 para 17.865 em 2008.

Segundo o relatório, 69,3% dos casos relacionados ao consumo de ecstasy foram em pessoas de 18 a 29 anos, enquanto 17,9% em adolescentes de 12 a 17 anos.

O estudo da Samhsa assinalou também que 77,8% dos casos envolveu, além do ecstasy, o uso de outras substâncias ilícitas.

A agência federal revelou que em pacientes de 21 anos de idade ou mais, 39,7% tinha consumido ecstasy junto a três ou mais substâncias ilícitas.

Uma overdose da substância pode provocar, entre outros efeitos, o aumento da pressão sanguínea, espasmos musculares, ataques de pânico, perda de peso, perda de memória e pode, inclusive, levar à morte.

A diretora da Samhsa, Pamela S. Hyde, disse em comunicado que o consumo da droga exige "atenção e ação imediatas".

Por sua vez, o diretor do Escritório de Política Nacional de Controle de Drogas da Casa Branca, Gil Kerlikowske, disse em comunicado que o relatório sai em um momento crítico para os EUA, diante do aumento do consumo de drogas entre os jovens e que, com a proximidade das férias, "os pais devem lembrar que continuam sendo uma influência poderosa e positiva na vida de seus filhos".

"Enquanto os estudantes se preparem para suas viagens de recesso, nas quais normalmente é alto o uso de drogas e álcool, encorajo os pais a falarem com seus filhos e estabelecerem regras", disse Kerlikowske.

Ele assinalou que a estratégia antidrogas da Administração Obama se trata de uma ação "sem precedentes" para reduzir os efeitos e as consequências do abuso de drogas, através de programas de prevenção e tratamento, dirigidos em particular para os jovens

Leia Também