Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Honda prepara nova safra de lançamentos no Brasil a partir de maio

Honda prepara nova safra de lançamentos no Brasil a partir de maio
28/02/2014 13:00 - IG


A Honda, enfim, resolveu botar a boca no trombone. Geralmente reservadas, as marcas japonesas costumam ser comedidas na hora de falar sobre seus planos, mas nesta quinta-feira (27), durante a inaguração do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, em Sumaré, executivos da montadora detalharam os próximos lançamentos no Brasil.

A nova safra de veículos da Honda começará a chegar ao mercado em maio com o lançamento da 3ª geração do Fit, o monovolume que faz sucesso no País desde 2003. Mais esportivo e equipado, o modelo deve continuar a reinar no segmento familiar. E aí uma curiosidade: o Fit começará a ser produzido em Sumaré, mas terá sua linha migrada para a nova fábrica da Honda em Itirapina, mais ao norte do estado de São Paulo.

O processo de renovação da linha continuará ainda este ano com a mudança do sedã City, que compartilha a mesma base do Fit. O automóvel será apresentado no 2º semestre com linhas mais marcantes e interior mais sofisticado. Ele também cresceu, sobretudo no banco traseiro. Deve ter um pacote de itens e motores semelhante ao do monovolume, como ocorre hoje.

Rival do Ecosport

As duas outras novidades da Honda estão reservadas para 2015. A primeira é a reestilização do Civic, sedã médio líder do segmento. Segundo rumores, a mudança deve seguir os traços da versão americana, mas com mais ênfase no acabamento e nos itens de série. A mexida é importante porque seu maior rival, o Corolla, vai mudar por completo nas próximas semanas.

O mais esperado lançamento da Honda no Brasil, no entanto, será o Vezel, utilitário esportivo compacto da família Fit que foi mostrado pela primeira vez em 2013. De linhas semelhantes ao irmão maior, CR-V, o Vezel (nome ainda não confirmado) vai brigar de igual para igual com o EcoSport, referência do segmento.

Serão três versões à venda, sendo que a primeira custará o equivalente a intermediária do Ford, segundo revelou o diretor comercial da Honda, Sérgio Bessa. A chegada do Vezel está marcada para daqui a um ano.

Motores avançados

As novidades não param por aí. Pela primeira vez, a Honda admitiu que adotará uma nova família de motores no Brasil. Embora não tenha esclarecido exatamente quais são esses motores, iG apurou tratar-se da nova geração de motores VTEC que adotou turbo e injeção direta. São propulsores com 1.0, 1.5 e 2.0 litros. No caso do Vezel, a escolha deve recair nas primeiras versões, que têm potência ainda desconhecida, mas devem ficar entre 140 a 180 cv.

Popular fora do radar

Por outro lado, a montadora japonesa voltou a descartar a produção de um modelo popular no Brasil. O assunto foi bastante comentado na época em que a Honda lançou no exterior o Brio, um pequeno hatch voltado para o mercado asiático. Mesmo com a nova fábrica de Itirapina, não haveria espaço para fabricar um produto de grande demanda. “O cenário nos próximos dois anos é este. Se decidirmos produzir um carro pequeno, isso só ocorrerá depois de 2016 e com uma nova linha de montagem”, comentou um executivo da Honda.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?