Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Homofobia contra Michael rende multa de R$ 50 mil ao Sada Cruzeiro

13 ABR 2011Por r717h:45

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu nesta quarta-feira (13) o Sada Cruzeiro a pagar uma multa de R$ 50 mil devido à homofobia da torcida do clube contra Michael, do Vôlei Futuro, em partida realizada no último dia 1º. 

A decisão foi tomada de forma unânime, mas o valor máximo de R$ 100 mil não foi aplicado devido ao fato de o time mineiro não ter nenhuma condenação anterior. Em entrevista ao site Justiça Desportiva, o advogado do Sada/Cruzeiro, Henrique Saliba, afirmou que não houve qualquer ato de discriminação e, assim, pediu a absolvição do time: 

- O Michael não é um atleta conhecido nacionalmente, e por isso não era de domínio público a sua opção sexual. Isso só ocorreu depois do julgamento, quando o Michael deu uma entrevista assumindo ser homosexual. 

Após a ocorrência, Michael assumiu publicamente ser gay, mas garante que o fato já era de conhecimento de todos no meio do vôlei. O Sada Cruzeiro vai realizar uma campanha educativa para prevenir novos problemas. 

Sada Cruzeiro e Vôlei Futuro fazem a partida decisiva de uma das semifinais da Superliga masculina de vôlei nesta sexta (15), novamente no ginásio Poliesportivo do Riacho, em Contagem-MG. Os dois mil ingressos colocados à venda para a partida se esgotaram em 35 minutos.

Leia Também